• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2020

Messiah: obra prima da Netflix é melhor do que outros do gênero - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > libertadores

Futebol - Libertadores

 

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

Suspeição de Moro é finalmente reconhecida

Por Fábio Lau

Não é pelos olhos tristes ou jeitão de vendedor de persianas. O que faz de Sérgio Moro um cara no mínimo estranho para conduzir um processo contra Lula não é, também, a maneira rude com que trata seu mais destacado investigado na Lava-Jato. Mas a simpatia que demonstra há tempos nutrir por outros investigados e que são desafetos de Lula - ou aqueles que gostariam de ver o ex-presidente pelas costas. Aécio, Alckmin, Temer, Gilmar, toda esta gente não faz questão de esconder o que sente. E Moro também não.



A imagem que o juiz que se pretende imaculado proporcionou ao país quando do recebimento de homenagem pela revista Isto É ficará para sempre marcada na história do Direito Brasileiro. Risinhos e cochichos. Como pode um homem do qual se espera isenção e recato estar presente em tantos eventos públicos, nos quais é agraciado, participar de conversinhas e risinhos com outros investigados? Aliás, vale ressaltar: Moro, ao longo da Lava-Jato, não incluiu nenhum dos atuais denunciados (Temer, Aécio, Serra, Alckmin & Cia)dos tucanos ou mesmo do PMDB golpista no rol dos réus. Apenas Lula ou gente do PT. Quem o fez foi o PGR que deixou o cargo, Rodrigo Janot.

Baseado nisso e em um pouco mais, sem falar por exemplo da cara de vendedor de persianas e na voz encatarrada (o que não nos parece nem um pouco menos grave), a sub-procuradora-geral da República, Aurea Maria Etelvina Nogueira Lustosa Pierre, defendeu em parecer que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) discuta o pedido de suspeição do juiz federal Sérgio Moro, feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em seu parecer com data dessa segunda-feira, 18, a representante do Ministério Público citou, entre outras informações, foto em que o juiz Sérgio Moro aparece ao lado do senador Aécio Neves (PSDB).

Em seu parecer, Aurea questiona a imparcialidade de Moro ao julgar Lula por conta de diversas declarações do magistrado que denotariam que ele tem o ex-presidente como seu adversário. Outro ponto de destaque do parecer é o que ela inclui a participação de Moro em um evento da 'Istoé', revista que ela classifica como "tendenciosa" e "desrespeitosa" com relação à Lula e cita fotos, no mesmo evento, em que Moro posa ao lado de adversários declarados do petista, aos sorrisos.

A subprocuradora cita ainda diversos outros exemplos pelos quais Moro não poderia julgar Lula. Entre eles, permitir que uma testemunha chamasse o petista de "lixo" durante uma audiência e ainda liberar o vídeo para a imprensa para "ampla divulgação". Aurea resgata também o fato de o juiz de Curitiba agradecer à população pelas manifestações em seu apoio relacionadas à processos contra Lula que estão sob sua jurisdição e ainda em trâmite e, mais do que isso, o fato de ter pedido apoio da opinião pública.

Em outro trecho, a subprocuradora ainda destaca: "É suspeito o juiz que faz palestras no Brasil e no exterior - eventualmente remuneradas - para tratar de assunto que está sob sua jurisdição e é objeto de ações pendentes de julgamento".

No pedido feito ao STJ, a defesa de Lula alega que Moro demonstrou parcialidade na ação penal que levou à condenação do ex-presidente, ordenando conduções coercitivas e interceptações telefônicas ilegais, bem como levantado ilegalmente o sigilo profissional dos advogados do petista ao grampear seus telefones.

Leia algumas das questões levantadas pela sub-procuradora:

"Questões trazidas (da e-fl 1505/1508):

1-Na APn 5046512-94.2016.404.7000 - linguagem de certeza de condenação no recebimento da Denúncia (Apartamento 164-A);

2-Na mesma Decisão esclarecimento sobre a Denúncia apresentada pelo MPF - quanto à individualização da responsabilidade;

3-Evento em 06/12/216, 'Revista Isto É' - fotografia trazida;

4-A defesa do magistrado na Queixa-Crime apresentada

5-Vídeo com divulgação em redes sociais - figurando o magistrado com membros do órgão de acusação

6-Brasil apresentou informações em 27/01/2017 ao Comitê de Direitos Humanos da ONU, referente à comunicação do Agravante em 28/7/2016;

7-Em audiência de 16/12/2016, permitido o tratamento indevido para com o Acusado;

8-O magistrado após audiência, fora da gravação, dirigiu provocação ao Advogado do Agravante;

9- Inquirição de Testemunhas com potencial de prejudicar o Acusado".

Leia abaixo a íntegra do parecer que opina pela discussão da suspeição do juiz Sérgio Moro:

 

Veja também:

>> Internet faz piada com "cura gay"

>> Furacão mata 225 no México e governo decreta luto

>> O Brasil onde até o veneno ganha explicação positiva

>> Procuradora chamada de "querida" por Lula é campeã no recebimento de diárias

>> Botafogo é líder do segundo turno do Brasileiro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Suspeição de Moro é finalmente reconhecida
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!