• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20200407 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Sexta-feira, 03 de Abril de 2020

Gabriela Prioli terá programa no horário nobre da CNN Brasil
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Quarta-feira, 15 de Janeiro de 2020

Chefe da Comunicação de Bolsonaro acusado de receber dinheiro de TVs

SECOM - acusado de receber dinheiro de TVs
SECOM - acusado de receber dinheiro de TVs


O Chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Fabio Wajngarten recebe, por meio de uma empresa da qual é sócio, dinheiro de emissoras de TV e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, além dos ministérios e estatais do governo Bolsonaro. Ao ser questionado em entrevista sobre o caso, Bolsonaro determinou o fim da coletiva.



A informação foi publicada pela Folha de São Paulo nesta quarta (15). A Secom é a responsável pela distribuição da verba de propaganda do Planalto e também por ditar as regras para as contas dos demais órgãos federais. No ano passado, gastou R$ 197 milhões em campanhas.

​Wajngarten assumiu o comando da pasta em abril de 2019. Desde então, se mantém como principal sócio da FW Comunicação e Marketing, que oferece ao mercado um serviço conhecido como Controle da Concorrência. Tem 95% das cotas da empresa e sua mãe, Clara Wajngarten, outros 5%, segundo dados da Receita e da Junta Comercial de São Paulo.

Esse tipo de relação é vedada por lei e levanta uma série de suspeitas. A relação do governo Bolsonaro com as emissoras de TV, em especial SBT, Band e Record, está marcada por uma série de "toma-lá-dá-cá", principalmente no episódio de reforma da Previdência.

Cotas de publicidade foram acertadas com as emissoras e essas fizeram "entrevistas" com Bolsonaro e outros integrantes do governo. As entrevistas, na prática, se tornaram propaganda do governo e maneiras de pressionar o Congresso pela aprovação dos projetos do governo.

Será que o presidente e o ministro da Justiça vão "passar pano" para mais essa irregularidade?

 

Veja também:

>> A demissão de Paulo César Caju do Globo

>> Datena é condenado após chamar Xuxa de "garota de programa infantil"

>> A má qualidade da gestão da água no Rio de Janeiro passa pela Igreja Evangélica

>> Nada melhor que rever "Democracia em Vertigem" para entender o pânico dos tucanos

>> Personagem central da trama, Dilma parabeniza Petra por indicação ao Oscar

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Chefe da Comunicação de Bolsonaro acusado de receber dinheiro de TVs
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!