• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20170529 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Ayres Brito vê brecha constitucional para eleições diretas - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Adriana Ancelmo pode voltar para casa... sem internet

Por Fábio Lau

Manifestação na porta do prédio de Adriana Ancelmo
Manifestação na porta do prédio de Adriana Ancelmo

Cínico mundo vasto mundo este em que a ex-primeira dama volta para casa, antes do julgamento no será processada por corrupção, para cuidar dos filhos. Em reportagem aqui de Conexão Jornalismo, e que viralizou, mostramos como há diferenças colossais de tratamento da Justiça sobre as mulheres que precisam cuidar dos filhos. Este jornalista foi criticado por supostamente minimizar o aprisionamento das detentas. Ora, sobre isso quero falar antes de informar sobre a chegada, nesta quarta-feira, sobre o retorno de Adriana ao seio familiar. Foi como fiz na minha rede social:



Leia aqui:
Elas não se chamam Adriana Ancelmo

"Não me importa a liberdade de Adriana. Me importa dura lex sed lex apenas quando tratamos de pobres. É revelador quando nossos brancos discutem direitos e o Direito ao ter um representado no cárcere. O crime de Adriana mata tanto qualquer outro. Tirar do trabalhador/servidor o salário, do estudante escola e merenda e do doente remédio são assassinatos tanto quanto o ato latrocida. Mas a lei dura é mais um perfil do seletivismo histórico do Brasil. Nos compadecemos daqueles que são imagem e semelhança. Dizem que as penas no Brasil são brandas. E são especialmente para quem cumpre prisão domiciliar. A dureza é o simbolismo do dormir de cara pro "boi". Aí, sim. É preciso ser negão!"



Vistoria



A condição imposta pela ministra do STJ, Maria Thereza Assis Moura, para que a ex-primeira dama retorne à sua casa é a de que não tenha acesso a celular e internet. A PF fez uma vistoria no seu imóvel para se certificar que ela não contará com os serviços. Assim, sem internet, a pena imposta a ela sera estendida aos filhos - que certamente ficarão sem usar a internet. Isso se configura em outro delito: a pena não pode transcender a figura do réu.

Segundo o policial federal, o imóvel está apto a receber a acusada de envolvimento em corrupção que retirou milhões do erário. Na porta do seu apartamento no Leblon, algumas pessoas protestavam contra a decisão da Justiça. Em cartazes falavam em dois pesos e duas medidas.

Marcelo Bretas, juiz do caso e que é chamado de "Sérgio Moro carioca", foi o primeiro a concordar com a condução de Adriana para que aguarde em casa o julgamento.

Procuradores do MPF-RJ devem entrar com novo recurso, desta vez no STF, para evitar que ela saia da ala feminina de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, e volte para casa.

A pergunta é: a Justiça adotará o mesmo procedimento em benefício de todas as detentas?

 

Veja também:

>> PMs acusados de atirar do telhado e matar homem em São Paulo são absolvidos - vídeo

>> Barroso defende "legalização já!" das drogas no Brasil

>> Polícia Federal faz operação contra corrupção no TCE e Alerj

>> Morre o jornalista Lula Branco Martins

>> Justiça do Rio proíbe Pezão de reduzir salário de professores

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Adriana Ancelmo pode voltar para casa... sem internet
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!