• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Sem capacete, Luciano Huck posta foto em moto e leva pito do Detran
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > rio

Política - Rio

 

Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Tá explicada a depressão de Cabral: Justiça autoriza leilão de seus bens

Da Redação

A família vinha alertando nos últimos dias que o estado de saúde e mental do ex-governador era preocupante. Depressão, silêncio, olhar perdido, falta e apetite e sonolência. Alegaram que havia no ar uma suspeita de que poderia estar prestes a cometer suicídio. Mas eis que a decisão da Justiça do Rio, nesta terça-feira, se encarregou e justificar o motivo - ou boa parte dele: seus bens serão levados a leilão. Tantos anos se locupletando com recursos públicos que deveriam ter sido canalizados para a Saúde, Educação, Segurança Pública para no final.....

"O juiz da 7a. Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, autorizou leilão de alguns bens do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB) e de sua esposa Adriana Ancelmo, confiscados na Operação Calicute. Os bens: uma casa de praia, joias, automóveis, uma lancha e uma moto aquática, estão avaliados em R$ 14,5 milhões, com base em dados da perícia judicial e da Polícia Federal.

A casa fica em condomínio de luxo na Costa Verde fluminense, em Mangaratiba, e está estimada em cerca de R$ 8 milhões. O lote de joias contém 50 peças, das 189 adquiridas pelo casal em joalherias sem nota fiscal, apreendidas na casa de Cabral e Adriana e em outros endereços.

Bretas justificou sua medida, de venda desses bens antes da conclusão do julgamento do processo, para evitar a desvalorização do que foi apreendido. Segundo ele, o objetivo maior da alienação antecipada é resguardar a restituição aos cofres públicos ou devolução da quantia em caso de sentença absolutória. Diz ainda que a medida visa proteger da depreciação o patrimônio total dos acusados, enquanto não podem dele desfrutar.

O valor a ser arrecadado ficará em conta judicial até o fim do julgamento. E a defesa afirmou que só se pronunciará a respeito nos autos do processo".

Com informações do GGN

 

Veja também:

>> TV portuguesa: "Temer nunca teve a cara de uma pessoa séria" - vídeo

>> A Internet e seus perigos são tema de debate: "o virtual é o real"

>> Mendonça recebe ajuda do rival Adílio para superar o alcoolismo

>> Kung Fu: torneio no Rio foi preparatório para Mundial Júnior no ano que vem

>> 5 mil imigrantes são resgatados no Mediterrâneo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Tá explicada a depressão de Cabral: Justiça autoriza leilão de seus bens
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!