• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Você é um abolicionista moderno ou escravagista?
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Quinta-feira, 07 de Dezembro de 2017

STF libera Andréa Neves e primo da prisão e eles podem até deixar o país

Da Redação

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, decidiu nesta quinta-feira que a irmã do senador Aécio Neves, Andréa Neves, que estava em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica acusada de intermediar o pagamento de propina ao irmão, que deixe o regime e possa, assim, viajar ao país caso seja este seu desejo. Além dela, Marco Aurélio estendeu o presente de Natal ao primo do senador, Frederico Pacheco, que pegou R$ 2 milhões em dinheiro com o presidente da JBS, Joesley Batista, além de um assessor do senador, Mendherson de Souza Lima.

Além de não ficarem mais presos em casa, os três tiveram revogadas todas as outras medidas cautelares que pesavam sobre eles, incluindo o uso de tornozeleira eletrônica, a proibição de deixar o país e de se comunicar com outros investigados.

Marco Aurélio atendeu a pedidos feitos pelas defesas de Mendherson e Frederico Pacheco, que alegaram duração exagerada das medidas cautelares, mesmo após a apresentação de denúncia contra eles. O ministro estendeu sua decisão, liberando também Andréa Neves.

Inquérito



O inquérito apura o pedido, feito por Aécio Neves a Joesley Batista, de R$ 2 milhões para pagar advogados. Para a procuradoria-geral da República, o dinheiro teria sido solicitado em troca de atuação política a favor da JBS. O senador nega e diz não haver ilegalidade, tratando-se de um empréstimo pessoal.

Andrea, Mendherson e Frederico Pacheco seriam intermediários no esquema. Os três chegaram a ser presos em regime fechado, mas estavam em prisão domiciliar desde junho.

Aécio Neves também foi alvo de medidas cautelares, como o recolhimento noturno, impostas pela Primeira Turma do STF, em decorrência do mesmo inquérito, mas as cautelares contra o senador foram depois revertidas pelo plenário do Senado.

 

Veja também:

>> Polícia Federal desafia sociedade e volta a atacar Universidades Federais

>> Polícia prende traficante 157 e alimenta a arte de enxugar gelo

>> Policiais que fizeram selfie com traficantes viram memes e serão investigados

>> Gleise Nana: 4 anos depois morte de ativista segue impune

>> Universidade do Rio demite 1.200 professores para recontratar em janeiro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
STF libera Andréa Neves e primo da prisão e eles podem até deixar o país
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!