• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Mignonnes: corra e assista no Netflix antes que Damares censure
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

"Remédio Amargo": filme que lava a alma da mulher oprimida

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > cinema

Cultura - Cinema

 

Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020

Golpe de 1964 vai virar filme baseado em biografia de Thereza Goulart

Andreia Horta e Maria Thereza Goulart (reprodução)
Andreia Horta e Maria Thereza Goulart (reprodução)


Um dos momentos mais controversos da política brasileira, o golpe de 1964, com todas as suas tramas e traições, chegará às telas. Baseado no livro "Uma mulher vestida de silêncio", filme que aborda o governo João Goulart, derrubado pelos militares com o apoio dos Estados Unidos, será contado através do ponto de vista da primeira dama da época, Maria Thereza Goulart. Wagner Willian, autor do Soldado Absoluto, obra prima sobre a vida e a luta do Marechal Lott, lançou no final de 2018 a biografia de Maria Thereza Goulart, esposa e companheira de exílio do ex-presidente João Goulart.

A atriz Andréia Horta, que já viveu Elis Regina no cinema, interpretará a ex-primeira Dama no filme que será um longa-metragem da FM Produções e da Modo Operante. O presidente deverá ser interpretado pelo ator Alexandre Nero.

A obra revisitará a trajetória de João Goulart por meio do olhar de sua companheira de vida, Maria Thereza, a mais linda primeira dama do país.


A cineasta Susanna Lira, que já dirigiu 11 longas metragens, entre eles, o documentário "A Torre das Donzelas", sobre a repressão às mulheres na época da ditadura, e diversos curtas e séries de televisão, vai dirigir o filme que ganhará as telonas de todo o país.

Na época em que o livro de Willian vinha a público já era visível no horizonte o terraplanismo de Jair Bolsonaro e seu séquito. Acreditava-se, à época, que aquele fenômeno não passaria de uma imagem fúnebre e distante no horizonte.

No lançamento em São Paulo, com a presença do autor, do filho do ex-presidente cassado, João Vicente Goulart, à época presidenciável, representando sua mãe, e do ex-ministro do Trabalho de Jango, Almino Afonso, todos comentavam a importância da obra de Willian para que o passado negro, tão bem relatado na obra, não tivesse possibilidade de retornar em nosso país.

Não por acaso, com a imagem fúnebre deixando o horizonte e infestando de ódio a vida política brasileira, o livro de Wagner Willian cresceu em interesse e ganhou extrema atualidade. Não só ele, como também o "Soldado Absoluto", que retrata a saga do general patriota que derrotou as diversas tentativas fascistas contra a democracia brasileira.

" target="_blank" >Ouça a entrevista com o biógrafo Wagner William


Publicado originalmente na Hora do Povo

 

Veja também:

>> Explosão em Beirute assusta o mundo e há suspeitas de atentado - vídeo

>> Pós-golpe: Bolívia encerra ano letivo de 2020 e aprova todos alunos automaticamente

>> Delegada que prendeu ativista do MBL é encontrada baleada em casa

>> PM de Santa Catarina invade casa e agride quatro mulheres com cassetete

>> STF mantém suspensão das operações policiais em favelas do RJ durante pandemia

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Golpe de 1964 vai virar filme baseado em biografia de Thereza Goulart
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!