• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
SELECT TOP 3 B.Codigo , B.Nome_Arquivo , B.Href , B.Descricao FROM Banner B WHERE B.Publicar = 1 AND B.Data_Expiracao >= 20200806 AND B.[1pagina] = 1 AND B.Cod_Tipo_Banner = 4 ORDER BY B.Data_Publicacao DESC, codigo DESC
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020

Felipe Neto critica Globo e CNN em entrevista na Globonews - vídeo
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Quinta-feira, 06 de Agosto de 2020

Netflix: Rede de Ódio é um filme obrigatório nestes tempos

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > notícias conexão

Notícias Conexão

 

Quarta-feira, 14 de Agosto de 2019

Após derrota nas primárias, Macri faz concessões ao povo argentino

Imagem da edição do Clarin digital
Imagem da edição do Clarin digital


A iminente derrota para a chapa peronista em Outubro fez o presidente da argentina, Maurício Macri, tomar um chá de humildade. Além de pedir desculpas ao povo e dizer que entendeu o recado das urnas, ele prometeu reduzir impostos, conceder aumentos salariais e oferecer outras medidas de alívio. O resultado das primárias indicou que a chapa formada pelos peronistas Alberto Fernández e Cristina Kirchner deverá vencer no primeiro turno caso repita o resultado das urnas: 47% a 32% para o PRO de Macri.


O jornal conservador Clarín, que detém o monopólio da Comunicação no país, uma espécie de Rede Globo local, contemporizou no anúncio das mudanças e exibiu um presidente em três faces.

Disse o jornal que o presidente argentino fez anúncios econômicos para tentar aliviar o bolso dos argentinos que sofrem com a recessão e a inflação alta.

Lembrou o jornal que Macri entendeu o recado das urnas, após a ampla vitória da chapa kirchnerista-peronista Frente de Todos, formada por Alberto Fernández e a ex-presidente Cristina Kirchner.

Em gesto raro para um presidente que parecia um gigante no seu orgulho, Macri pediu desculpas por sua atitude na entrevista coletiva à imprensa, na segunda-feira, quando voltou a responsabilizar os kirchneristas pela turbulência no mercado financeiro. A Bolsa de Buenos Aires registrou queda histórica e o dólar disparou, passando de 46 pesos para 60 pesos.

O momento mais piegas da coletiva foi quando o presidente, compungido, disse:

"Eu estava sem dormir e triste pelas consequências (da turbulência) na economia. Mas eu queria atender a imprensa, como sempre fiz. Mas quero que saibam que entendo o voto dos argentinos. Isto é pura responsabilidade minha e do meu governo", afirmou.

E completou:

​"Quero dizer que entendi (o recado das urnas) dos que nos votaram e dos que não nos votaram. É minha responsabilidade e da minha equipe de governo", afirmou.

O presidente disse ainda que entende "a raiva e o cansaço" dos argentinos pelo sufoco econômico, mas pediu que os argentinos "não coloquem em dúvida o trabalho que fizemos" e, sugeriu que ainda falta ser feito.

Ele admitiu que exigiu demais dos argentinos. Macri afirmou que as medidas anunciadas hoje, que incluem alívio fiscal para autônomos e pequenas e medidas empresas, devem favorecer a 17 milhões de pessoas (cerca de 30% da população).

Macri disse que falou com alguns candidatos e que insistirá em falar com os que ainda não conseguiu. Não citou nomes. "Devemos conversar entre nós e entender que esta não é uma briga de inimigos", disse Macri.

Mas não há otimismo no mercado de que o candidato liberal consiga reverter a derrota iminente. Sua fala ocorreu pouco antes da abertura dos mercados. Logo depois de seu discurso, o dólar abriu com o mesmo comportamento de alta da véspera.

 

Veja também:

>> Nem tudo está perdido: um asteroide vai se chocar contra a Terra

>> Educação mede forças com Jair Bolsonaro

>> Freixo reagiu ao cerco da direita contra hospedagem no Copa

>> Moro protegeu Cunha e amigos ao não apreender celulares

>> Frota é expulso do PSL após negar apoio a Eduardo embaixador

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Após derrota nas primárias, Macri faz concessões ao povo argentino
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!