• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2021

A cientista que ofendeu Caetano e Felipe Neto
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021

Lupin: Série francesa da Netflix quebra recorde na plataforma

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > brasil

Política - Brasil

 

Quinta-feira, 23 de Junho de 2016

Queima de arquivo: delator do esquema de Eduardo Campos é encontrado morto em PE

Por Fábio Lau

Morato, no detalhe, estava no motel quando.... morreu!
Morato, no detalhe, estava no motel quando.... morreu!

Um arquivo e tanto no escândalo da Operação Turbulência que começa a lançar luz sobre o esquema de caixa dois e corrupção envolvendo a campanha do candidato Eduardo Campos (PSB). Campos morreu em queda de avião durante a campanha para a Presidência da República em 2014. Paulo César de Barros Morato, chamado empresário embora não tivesse empresa com sede ou bens, mas muito dinheiro, foi achado morto em um motel em Olinda, Pernambuco, na noite de quarta-feira. A causa da morte é ainda desconhecida - e são muito conhecidas as maneiras de eliminar aquivos sem deixar veneno aparente nas vísceras, sangramento, estrangulamento ou digitais. Curiosamente, a Polícia Federal, que o colocou na condição de foragido, não tomou frente do caso, mas a Polícia Civil de Pernambuco - onde é forte a ingerência do grupo político de Eduardo Campos. A PF mandou apenas um observador para, como de praxe, "observar"....



A morte ocorre horas após ser declarado fugitivo pela Polícia Federal. A delegada Gleide Ângelo deixou o motel por volta das 23h10 desta quarta-feira (22), afirmando que "não poderia passar nenhuma informação no momento". O carro do empresário foi encaminhado para o Departamento do Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Politicamente, o caso envolvendo Eduardo Campos e a aeronave que caiu, e cuja propriedade ainda está indefinida - pelo menos oficialmente - atinge a candidata Marina Silva - que sucedeu Campos na disputa.

Morato é caso clássico do laranja. Pessoa de vida aparentemente modesta, tinha uma movimentação de R$ 24,5 milhões em suas contas. Deste volume, R$ 18 milhões procedentes da OAS pelo suposto aluguel de máquinas para obras de transposição do São Francisco e da refinaria Abreu e Lima, a serviço de empreiteira.

Detalhe: tal empresa milionária não tinha sem sede, pátio ou máquinas.

-Ainda vão ser feitos exames adicionais, então não podemos falar nada no momento. A delegada Gleide Angelo está investigando o caso e, no momento oportuno, dará uma coletiva- declarou a perita Vanja Coelho. Enquanto isso tem gente só observando...

NdaR - Há quem estranhe que, logo após a morte de Morato, o que deveria ser tornar em um escândalo da Lava-Jato, a PF decida prender e cumprir dezenas de mandados de prisão e busca e apreensão em torno do PT. Para essa gente maliciosa tal operação, intempestiva, seria para isso ou aquilo. Mas é tudo boato.

 

Veja também:

>> Show comemora 78 anos do Rei das Marchinhas, João Roberto Kelly - vídeo

>> Dois mortos, entre eles um PM, em tiroteio no Rio

>> Ex-ministro Paulo Bernardo é preso na Lava-Jato

>> Por que Paulo Bernardo e não os integrantes do governo Temer?

>> Cauã Reymond vira travesti em vídeo contra homofobia - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Queima de arquivo: delator do esquema de Eduardo Campos é encontrado morto em PE
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!