• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 
Audiência na TV

Segunda-feira, 17 de Junho de 2019

Paulo Betti é processado por racismo em clima de disputa sindical
Audiência na TV

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook

Conexão TV

Terça-feira, 18 de Junho de 2019

Condenado a indenizar padres, Ratinho foi só sorrisos ao receber Sérgio Moro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > segurança pública

Polícia - Segurança Pública

 

Sexta-feira, 12 de Abril de 2019

Mourão cutuca Bolsonaro: Milícia precisa ser enfrentada

Bolsonaro, aliado das milícias, foi o alvo
Bolsonaro, aliado das milícias, foi o alvo


Mourão não perde a chance de cutucar o degrau de cima. Ao se referir a mais uma tragédia ocorrida no Rio nesta manhã, quando um edifício construído pela máfia das milícias veio abaixo e matou duas pessoas, o vice-presidente encheu a boca para dizer que as "milícias precisam ser enfrentadas". Para ele, é inadmissível que grupos criminosos, constituídos por policiais, ex-policiais, traficantes e toda sorte de bandidos, impeçam o poder público de trabalhar para garantir que as habitações sejam legais e seguras.



A área onde os prédios desabaram, na comunidade da Muzema, no bairro de Itanhangá, na zona oeste, faz parte do território comandado por milícias. A prefeitura informou em nota que as as construções eram irregulares, não autorizadas pelos órgãos fiscalizadores e que tiveram as obras interditadas em novembro de 2018. Elas faziam parte de uma espécie de condomínio erguidos de maneira igualmente irregular e que compõem uma espécie de condomínio naquela região.

A fala de Mourão reverbera no mundo político porque é sabido que a família de Jair Bolsonaro tem fortes relações com milicianos. O seu filho e senador da República, Flávio, mantinha em seu gabinete um tenente da PM, Fabrício Queiroz, que era um assíduo frequentador da Muzema - segundo investigações policiais.

Além disso, um vizinho do condomínio de Bolsonaro, preso por participação na morte de Marielle, era miliciano.

 

Veja também:

>> Danilo Gentili sofre nova condenação agora em processo de Marcelo Freixo

>> Tiro pela culatra: Wikileaks libera arquivos após prisão de Assange

>> Nova tragédia no Rio: prédio desaba e já contabiliza mortos

>> "Prisão de Assange é vingança pessoal do presidente equatoriano", diz Rafael Correa

>> Danilo Gentili é condenado por injúria contra Maria do Rosário

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Mourão cutuca Bolsonaro: Milícia precisa ser enfrentada
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!