Capuz-de-freira – Phaius tankervilleae: Curiosidade sobre a Planta

O fascinante Capuz-de-freira – Phaius tankervilleae

Com suas belas e exóticas flores, o Capuz-de-freira, cientificamente conhecido como Phaius tankervilleae, é uma planta que desperta a curiosidade e encanta os amantes da flora. Originário das regiões tropicais da Ásia e da Oceania, esse tipo de orquídea é conhecido por sua beleza e resistência, tornando-se uma ótima opção para quem deseja cultivar plantas em interiores ou exteriores. Neste artigo, vamos explorar em detalhes as características e os cuidados necessários para o cultivo bem-sucedido do Capuz-de-freira.

Origem e características do Capuz-de-freira

O Capuz-de-freira, popularmente conhecido por seu nome curioso, é uma espécie de orquídea que pertence à família Orchidaceae. Seu nome científico, Phaius tankervilleae, é uma homenagem ao botânico inglês Charles Townshend, o primeiro Visconde de Townshend e conde de Leicester, que foi um grande apoiador das ciências naturais.

Essa orquídea é nativa das florestas tropicais do sudeste asiático, incluindo países como China, Índia, Vietnã e Tailândia. Ela também pode ser encontrada em algumas regiões da Oceania, como Filipinas e Indonésia.

Uma das características mais marcantes do Capuz-de-freira são suas flores, que se assemelham a pequenos capuzes de freira, daí o seu nome popular. Elas surgem em hastes florais eretas, geralmente com múltiplas flores, variando em tamanho e cores. As pétalas podem apresentar tonalidades de rosa, roxo, branco e até mesmo amarelo. Além disso, as flores podem possuir desenhos e manchas que variam de indivíduo para indivíduo.

A planta em si possui folhas largas e longas, dispostas em forma de leque, que podem atingir até 80 centímetros de altura. Suas raízes são grossas e robustas, adaptadas para a absorção de nutrientes tanto do solo quanto do ar.

Como cultivar o Capuz-de-freira

O Capuz-de-freira é uma planta que se adapta tanto ao cultivo em ambientes internos quanto externos, desde que sejam respeitadas algumas condições essenciais para o seu crescimento saudável. Veja a seguir um passo a passo simplificado para cultivar essa espécie exótica:

1. Escolha de um local adequado: Opte por um local com boa luminosidade, mas evite a exposição direta aos raios solares intensos. O Capuz-de-freira prefere ambientes com temperatura amena, entre 20ºC e 25ºC, e umidade moderada.

2. Preparação do substrato: O substrato ideal para essa orquídea é composto por uma mistura de fibra de coco, cascas de pinus e musgo sphagnum. Certifique-se de que o substrato seja bem drenado, pois o acúmulo de água pode prejudicar a planta.

3. Plantio: Remova a planta do vaso original e retire o excesso de terra das raízes. Depois, posicione-a no novo vaso, garantindo que as raízes estejam bem espaçadas. Acrescente o substrato e pressione suavemente para fixá-lo.

4. Rega e fertilização: Mantenha o solo do Capuz-de-freira úmido, mas evite o excesso de água. Regue a planta cerca de duas vezes por semana, ajustando a frequência conforme as necessidades de cada ambiente. Utilize um fertilizante líquido específico para orquídeas a cada 15 dias, durante o período de crescimento ativo.

5. Controle de pragas e doenças: Fique atento a possíveis pragas, como cochonilhas e ácaros, que podem comprometer a saúde da planta. Caso seja necessário, utilize produtos específicos para controlar esses invasores.

6. Reprodução e divisão: O Capuz-de-freira pode ser propagado por meio da divisão de touceiras. Para isso, retire a planta do vaso, divida-a cuidadosamente em porções menores e replante cada parte em vasos individualizados.

Considerações finais

O Capuz-de-freira, com sua beleza singular e exótica, é uma planta que tem conquistado o coração dos apaixonados por orquídeas. Cultivar essa espécie não demanda grandes dificuldades, desde que sejam fornecidas as condições adequadas de luz, temperatura, umidade e cuidados básicos.

Se você busca uma planta de fácil cultivo e que traga um toque de exotismo ao ambiente, o Capuz-de-freira é uma excelente escolha. Com suas flores delicadas e diferentes, certamente será a protagonista em qualquer jardim ou espaço interno.

Agora que você conhece mais sobre o fascinante Capuz-de-freira, que tal começar a cultivar essa bela orquídea em sua casa e aproveitar todos os encantos que ela proporciona? Garanta um ambiente mais bonito e alegre com essa espécie única da natureza.


Ficha Técnica

Nome científico: Phaius tankervilleae
Common names: Faio, Freirinha, Orquídea-da-terra, Orquídea-terrestre
Família: Orchidaceae
Categoria: Orquídeas
Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia, Austrália, China, Indonésia, Malásia, Oceania, Tailândia
Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros
Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
Ciclo de Vida: Perene

Capuz de freira – Phaius tankervilleae Curiosidade sobre a Planta
Foto: Barbosella

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp