• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 23 de Maio de 2017

Ayres Brito vê brecha constitucional para eleições diretas - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > futebol > brasileiro

Futebol - Brasileiro

 

Terça-feira, 02 de Maio de 2017

Botafogo segue como o menos prestigiado entre os oito maiores pela Globo

Da Redação

Botafogo: boa performance em campo, mas lanterna nos números
Botafogo: boa performance em campo, mas lanterna nos números

Um balanço entre as receitas dos oito clubes de Rio e São Paulo em 2016 revela que o Botafogo segue na rabeira quando o assunto é prestígio, traduzido em verbas, destinado pela Rede Globo. Segundo estes dados, enquanto a Globo entregou para o Flamengo e Corinthians, os dois maiores agraciados, recursos na casa do meio bilhão ( 297,2 milhões para o Fla e 230,2 milhões para o Corinthians), ao Botafogo coube 1/5 desta quantia: R$ 100 milhões.

Há, nesta ordem de grandeza, fatores que contribuem para o abismo que separa gregos e troianos: Flamengo e Corinthians são os clubes que tem maior exposição da mídia - o que faz o moinho girar constantemente em torno dos dois. Entretanto, esta relação desigual, deverá aprofundar cada vez mais e rapidamente a capacidade de investimento dos clubes.

Um exemplo a ser seguido ocorre atualmente na Inglaterra. Lá, onde já houve problemas semelhantes, os clubes, federações e TVs alcançaram uma fórmula que torna a distância de pagamento não superior a 25%.

O equilíbrio permitiu que um clube sem a mesma expressão dos demais, o Leicester, conquistasse a título no último ano desbancando os gigantes como o Manchester United, Liverpool, Arsenal e Everton, entre outros.



Botafogo, o time melhor colocado até o momento entre os demais brasileiros na Libertadores, ao lado de Grêmio e Palmeiras, não tem merecido o horário nobre da Globo durante as quartas-feiras - espaço fixo do Flamengo.


A notícia foi divulgada pelo site ESPN:


Os quatro grandes de São Paulo e Rio de Janeiro já publicaram seus resultados financeiros referentes a 2016. Para todos eles, o último ano teve um aumento significativo nas receitas, principalmente, nos direitos de transmissão, fruto da assinatura de novos contratos e recebimento de luvas.

Embora a soma do dinheiro recebido por Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras tenha crescido 67%, as cifras para Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco subiram ainda mais, 109%, fazendo com que as equipes cariocas passassem às paulistas na comparação com o resultado anterior, em 2015.

Há dois anos, as receitas dos times do Rio de Janeiro foram de R$ 353,1 milhões, quase R$ 30 milhões a menos do arrecadado pelos paulistas: R$ 380,7 milhões. Já em 2016, Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco somaram R$ 740,5 milhões, enquanto a equipes de São Paulo, R$ 635,6 milhões.

O maior faturamento com TV, entre os cariocas, foi do Flamengo, com R$ 297,2 milhões - sendo R$ 70 milhões referentes a luvas de R$ 100 milhões de contrato assinado com a Globo. O time que mais cresceu no quesito, porém, foi o Flu: de R$ 67,4 milhões em 2015 para R$ 177,3 milhões.

O crescimento da receita da equipe tricolor também é explicado por luvas da Globo. "Este novo contrato gerou o direito irrestrito de recebimento de luvas pelo clube no montante de R$ 80 milhões. Além disso, o contrato também sofreu um reajuste significativo no seu valor base", explica o balanço.

O Vasco, que havia registrado o terceiro maior ganho entre paulistas e cariocas em 2015 (atrás apenas de Flamengo e Corinthians), registrou, inclusive, cifras menores às do Fluminense em 2016, com R$ 165,2 milhões. Segundo o clube, porém, "foram lançados exclusivamente recursos que entraram no caixa e não pagamentos futuros por contratos já assinado" na demonstração.

Fechando o faturamento dos times do Rio, o Botafogo quase dobrou seus ganhos com TV, saindo de R$ 53,5 milhões há dois anos para R$ 100,7 milhões em 2016. Apesar do crescimento, é o menor valor recebido considerando os grandes cariocas e também os paulistas no período.

Entre as equipes de São Paulo, o faturamento é liderado pelo Corinthians, com R$ 230,2 milhões, crescimento de 88,3% em relação aos R$ 122,2 milhões de 2015. O segundo maior ganho foi do Santos, também considerando luvas de contrato assinado em 2016, com R$ 149,2 milhões.

São Paulo e Palmeiras receberam valores similares da TV, na casa dos R$ 128 milhões. Na comparação com 2015 (R$ 84,1 milhões e R$ 88,4 milhões, respectivamente), os times ficaram ainda mais distante dos líderes Flamengo e Corinthians, em uma diferença de mais de R$ 100 milhões.

Em 2015, a distâncias nas contas tricolores e alviverdes para o Corinthians era, respectivamente, de R$ 38,1 milhões e R$ 33,8 milhões; e para o Flamengo de R$ 43,7 milhões e R$ 39,4 milhões. Já em 2016, a diferença foi de R$ 102 milhões para o ganho alvinegro; e R$ 169 milhões para o rubro-negro.

 

Veja também:

>> Aéreas voltam a cobrar por bagagem extra: mais uma herança pós-golpe

>> Crítica & Literatura: Bom Policial, Mau Policial

>> surfista morre após ataque de tubarão

>> Fora de Pauta: quando a cascata de um repórter virou manchete de O Globo - vídeo

>> Corpo de Belchior será enterrado nesta segunda em Sobral (CE)

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Botafogo segue como o menos prestigiado entre os oito maiores pela Globo
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!