• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018

TVs do Reino Unido revelam caso de mulher que escravizava namorado

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > rio

Política - Rio

 

Sábado, 10 de Fevereiro de 2018

O heroísmo coletivo em um Rio de Janeiro onde só mazelas viram notícia

O lírio da solidariedade que brotou no caos de uma terça-feira
O lírio da solidariedade que brotou no caos de uma terça-feira

O caos imperava na cidade do Rio de Janeiro naquela terça-feira (6) onde motoristas que trafegavam nas linhas coloridas e tortas da cidade, a Vermelha e a Amarela, penavam com tiroteios. A população, assustada, lamentava a má sorte e vaticinava: "imagina quando o Carnaval chegar!" Longe, mas nem tanto assim do caos urbano, dois jovens aguardavam em unidades de terapia intensiva, com fé, a chegada de corações. Que chegaram. Um médico, infelizmente anônimo, enfrentou o caos da Linha Vermelha para garantir a vida. E assim se fez. Este relato, de Regina Xavier, chegado aqui via Maria Byington, é mais do que o fio, mas avenidas de esperança.




Por Regina Xavier

"No dia 06/02/2018, os jornais noticiaram vários tiroteios e o fechamento das linhas amarela e vermelha na cidade do Rio de Janeiro.

Estas reportagens fizeram questão de mostrar os vários problemas de nossa cidade e a ineficiência do estado em cuidar do seu povo.

Neste mesmo dia, estavam internados no Instituto Nacional de Cardiologia dois pacientes, um de 12 e outra de 26 anos, que estavam em prioridade devido a gravidade de seus quadros.

No meio deste dia tão tumultuado surgiu a possibilidade de um transplante ! Foi mobilizado um avião da FAB, a polícia, os bombeiros, o aeroporto do Santos Dumont fechou, transfere para o pouso para o Galeão. Um helicóptero leva o órgão de lá ate a rua Pinheiro Machado, novamente a polícia e os bombeiros entraram em ação.

Quando estava começando o transplante chega a notícia que outro órgão está disponível! Como sempre surgem problemas, o hospital onde estava o doador precisava realizar um ecocardiograma e não tinha quem o fizesse. Brasileiro não desiste nunca! Um médico sai do INC, passa pela linha vermelha (sem tiroteio na hora) e vai lá fazer o exame.

Num mesmo dia, dois pacientes graves que precisavam de transplante, receberam seus órgãos. A imprensa prefere não mostrar a boa notícia, não mostrar como o SUS pode ser eficiente ou como os servidores públicos são dedicados no seu trabalho.
Hoje, dia 07/02/2018, eu agradeço a todos os envolvidos nesta história não contada"

 

Veja também:

>> Assaltantes fazem arrastão na saída da Linha Vermelha às vésperas do Carnaval - vídeo

>> Lewandowski diz que prisão em segunda instância fere a Constituição

>> Moro determina prisão de irmão de José Dirceu

>> Conceição Tavares quer "eutanásia" no rentismo do país

>> Já são 25 os mortos por febre amarela no Rio

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
O heroísmo coletivo em um Rio de Janeiro onde só mazelas viram notícia
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!