• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Funcionários do SBT cancelam festa de fim de ano por conta das demissões

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > política > internacional

Política - Internacional

 

Terça-feira, 01 de Agosto de 2017

O Psol não surpreende e apoia Trump contra Maduro

Da Redação

As conquistas sociais da Venezuela, advindas do ciclo chavista, nunca estiveram tão ameaçadas. É sabido que o governo americano, há mais de uma década, tenta desestabilizar o continente e conta, para isso, com importantes aliados. No último domingo, em votação democrática, da qual os opositores se recusaram a participar para não legitimar o escrutínio, oito milhões de pessoas compareceram às urnas. Para dar maior clareza ao tema "avanços sociais" no país vizinho vale reforçar um indicador importante: 62% de orçamento do país foram canalizados para investimentos sociais entre 1999 e 2014.


O fato é que, para não reconhecer a 17a eleição ocorrida no país em 20 anos, o presidente americano, Donald Trump, decidiu radicalizar. Passou a chamar o presidente Nícolas Maduro de "ditador" e ameaça confiscar eventuais bens pessoais que se encontrem em território americano.

É fato que o povo venezuelano passou a ser protagonista no crescimento do país que deixou de ser um coadjuvante especialmente no campo da produção do petróleo para dar as cartas, ao lado dos países produtores do Oriente Médio e Estados Unidos. Este novo status jamais foi aceito pelo gigante do norte. Não por acaso, o caso brasileiro, que começava a mostrar pujança neste setor, também entrou em processo de regressão.

Surpreende que o Psol, um partido que tenta se colocar a esquerda no espectro político nacional, neste momento se alinhe com o pensamento hegemônico dos Estados Unidos. Críticas contundentes são desferidas contra o governo chavista se posicionando assim ao lado de DEM, Tucanos e demais correntes políticas retrógradas do país que avisou não reconhecer o resultado das eleições de domingo.

A posição do Psol reforça a ideia de que, na hora H, a legenda tende a rachar a esquerda e favorecer o velho modelo político/econômico.

 

Veja também:

>> Agradeça ao Dória: atropelamentos e mortes de ciclistas aumentaram em 2017

>> 41%: Agora são os juízes que querem aumento

>> Filme da Lava_Jato já prevê segunda parte com Joesley Batista

>> Prefeito de Caracas dá enquadrada em repórter da Folha

>> Falta maconha nas farmácias do Uruguai

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
O Psol não surpreende e apoia Trump contra Maduro
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!