• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 10 de Outubro de 2019

Guga Chacra "esculacha" Eduardo Bolsonaro

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > notícias internacionais

Notícias Internacionais

 

Quarta-feira, 09 de Janeiro de 2019

Quem paga as diárias de Fabrício Queiroz no Albert Eistein?

Queiroz: quem paga a conta
Queiroz: quem paga a conta

O assessor parlamentar desempregado, Fabrício Queiroz, teve a imagem publicada nas redes sociais onde aparece em um leito hospitalar. Em entrevista concedida ao SBT, levada ao ar há uma semana e depois de ter faltado duas vezes a audiências no Ministério Público do Rio, ele revelou que tinha um câncer e aguardava cirurgia - e que por isso não foi depor.


Eis que nesta terça-feira, quando sua mulher, Márcia Aguiar, e filhas, Evelyn e Nathália, também faltaram ao depoimento no mesmo MP, ele divulga a imagem. E, segundo seus advogados, a família não foi depor para estar ao seu lado no hospital Albert Eistein - um dos mais caros e badalados do país.

A partir daí se faz uma pergunta: quem paga as diárias neste hospital que é sabidamente o mais caro, ao lado do Sírio, no Brasil?

Uma tabela enviada a Conexão Jornalismo, em papel timbrado do Eistein, revela que o procedimento médico tem um custo inalcançável para mais de 90% dos brasileiros.

Uma videolaparoscopia (procedimento de endoscopia no qual se visualiza a cavidade abdominal por meio de uma videocâmara, podendo tb. nela realizar intervenção cirúrgica), procedimento que leva duas horas, custa R$ 17 mil. Uma Gastroplastia, algo mais próximo do que Queiroz deveria se submeter, custa R$ 33 mil a diária. E ele estaria internado desde o dia 30.

Fabrício Queiroz era assessor de Flávio Bolsonaro quando o primogênito do presidente era deputado federal. Pouco antes da eleição de outubro Fabrício pediu demissão do cargo. O mesmo fizeram seus parentes que trabalhavam no mesmo gabinete.

Ocorre que o Coaf descobriu uma movimentação financeira incompatível na conta de
Queiroz. Em um ano ele movimentou mais de R$ 1,2 milhão e parte do dinheiro chegou a ele através de sete funcionários do mesmo gabinete - entre eles suas duas filhas e mulher.

Finalmente o MP se movimenta para quebrar seu sigilo bancário. Assim se saberá quanto foi depositado em sua conta e por quem.

Segundo o Coaf, uma outra operação chamou a atenção. Ele repassou para a primeira dama, Michele Bolsonaro, R$ 24 mil.

Mas a pergunta que se faz é: quem paga o tratamento de Queiroz no hospital mais caro do Brasil?

 

Veja também:

>> Promoção do filho de Mourão causa revolta entre funcionários do BB e nas redes

>> Globonews alivia e chama governo Bolsonaro de "centro direita"

>> Faustão nega que tenha chamado Bolsonaro de "imbecil" - vídeo

>> Mãe de Priscila Belfort vai coordenar setor de desaparecidos

>> Jesus na goiabeira era fake news: ministra teria querido impressionar fieis

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Quem paga as diárias de Fabrício Queiroz no Albert Eistein?
 

Copyright 2019 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!