• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020

Robinho e seu Deus "particular" contra "pessoas usadas pelo demônio"

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > cultura > novas mídias

Cultura - Novas Mídias

 

Quinta-feira, 30 de Julho de 2020

Aloysio Nunes, o probo, é denunciado por recebimento de propina

O mais moralista dos tucanos, o maior dos adversários do PT e que, embora seja um liberal dos mais empolados, já esteve do outro lado da faixa divisória da política - ele foi motorista de Carlos Marighella - o ex-senador tucano Aloysio Nunes se tornou albvvo de ação civil pública por corrupção. Segundo a denúncia, ele teria recebido propina da ordem de R$ 500 mil da Odebrecht e com o recurso financiou a campanha. Outros aliados do partido, como Aécio Neves, José Serra, Geraldo Alckmin e Paulo Preto, também foram denunciados. Fernando Henrique Cardoso segue em Paris.


De acordo com a Promotoria, o ex-senador tucano cometeu improbidade ao solicitar e receber as vantagens indevidas enquanto era Chefe da Casa Civil do governo de São Paulo. Em troca, atuou em favor da empreiteira em ressarcimentos da rodovia Carvalho Pinto.

A ação foi apresentada pelo promotor Ricardo Manuel Castro, da 9º Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social, que pede a devolução dos valores repassados pela empreiteira aos cofres públicos. O montante chega a R$ 854 mil em valores corrigidos.

As propinas teriam sido aprovadas no dia 16 de agosto e pagas nos dias 23 do mesmo mês e 23 de setembro de 2010, em espécie, a uma pessoa de confiança de Aloysio Nunes, mediante senha do Departamento de Operações Estruturadas da Odebrecht, o setor de propinas da empreiteira. O tucano ficou registrado na planilha como "Manaus" e os repasses foram efetuados por meio do doleiro Alvaro Novis, o 'Paulistinha', em hotéis nos Jardins, Itaim e Moema - bairros de luxo em São Paulo.

Para a Promotoria, Aloysio Nunes violou os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência na administração pública ao solicitar e receber a propina, informa O Estado de S.Paulo.

 

Veja também:

>> Com recorde de mortes, Brasil reabre fronteiras aéreas para turistas

>> "Bolsonaro tem as características do Anticristo", diz Leonardo Boff - vídeo

>> Medina quer Réveillon de Copacabana sem povo, mas apenas ricos

>> Presídios do país podem explodir com suspensão de visitas e multiplicação de covid-19

>> Bolsonaro veta projeto que prioriza mãe solteira no pagamento do auxílio emergencial

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Aloysio Nunes, o probo, é denunciado por recebimento de propina
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!