• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Segunda-feira, 27 de Março de 2017

Apresentadora chama estrela do Lolla de machista e misógino - vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > vídeos

Vídeos

 

Sábado, 30 de Julho de 2016

Crítica & Literatura: Fragmentos de vidas

Um romance do jornalista que conquistou o Jabuti em 2010
Um romance do jornalista que conquistou o Jabuti em 2010

Fragmentos de vidas ficcionais



Por Olga de Mello*

Deixar de lado o registro da vida real e criar personagens que parecem saídos do noticiário, fazendo arte, aparentemente sem qualquer cerimônia com a literatura. Passar dos registros do cotidiano para a criação ficcional é prática comum a jornalistas do mundo inteiro, com excelentes resultados. Alguns deles acabam de despejar nas livrarias pequenas delícias, como Edney Silvestre (ganhador dos prêmios Jabuti e São Paulo de melhor romance em 2010), que em "Welcome to Copacabana & outras histórias" (Record, R$ 39,90), seu primeiro livro de contos, apresenta personagens calcados em gente comum, que transitam pelo mundo - e por outras galáxias, até - à procura de alento para a dura sobrevivência. Estão lá a viúva forçada pelos filhos a abrir mão de seu apartamento amplo para viver num pequeno imóvel em Copacabana, o menino de rua que tem o poder de curar os feridos apenas com seu toque, a cafetina, as drag queens, as prostitutas, os garotos de programa. Um universo em que as diferenças sociais nem sempre são fronteiras intransponíveis para as amizades que se fortalecem diante das adversidades.






Uma carta de despedida, uma carta de amor, um pedido de desculpas? Só no fim de "Uma selfie com Lenin" (Record, R$ 29,90), do jornalista carioca Fernando Molica, o leitor consegue entender as razões do protagonista escrever para uma ex-namorada. O balanço profissional de um jornalista decepcionado com os rumos da política, minada pela corrupção, as experiências do casal, a história recente de um Brasil marcado por escândalos e pelas grandes manifestações de rua nos meses antes da Copa do Mundo de 2014 se misturam numa narrativa célere como a vida nos grandes centros urbanos contemporâneos.





A Copa de 2014 é o pano de fundo do encontro de um improvável casal de torcedores está em "Maracanazo e outras histórias" (Alfaguara, R$ 39,90), de Arthur Dapieve. Trilhando cenários e tempos distantes - um dia de praia com muita ressaca em Copacabana, um concerto na Viena de 1939, um ensaio do Pink Floyd em Londres -, as tramas desconstroem situações e personagens que parecem surgir em esquinas de cada rua, sempre sob uma aura de melancolia.








Já os contos de Martha Mendonça em "Filhas de Eva" (Record, R$ 29,90) têm em comum o olhar bem-humorado sobre os sentimentos e as sensações díspares que convivem dentro de cada mulher. A narrativa fragmentada por diferentes pontos de vista que traçam uma história única de diversos personagens está em "O amor segundo Buenos Aires" (Intrínseca, R$ 39,90), que transpõe para a capital argentina de largas avenidas, cafés em estilo europeu e uma decadência que se percebe a cada bairro onde a riqueza e a sofisticação há muito deram lugar à dificuldade econômica, diversas histórias de amor entre vários personagens.









Hugo vai morar com Leonor em Buenos Aires e é lá que precisa sobreviver à separação, ao mesmo tempo em que descobre que tem uma doença grave. Os amigos, o arquiteto Eduardo e a comissária de bordo Carolina, também contam suas versões sobre os fatos, construindo, aos poucos uma história de cada um e de todo o grupo. A cidade também participa do enredo, não apenas como cenário dele, mas no papel de observadora dos personagens que por ela transitam.







*Olga de Mello é jornalista e crítica de literatura

 

Veja também:

>> "Vaquinha" digital pretende revelar quanto vende cada jornalão do país

>> Cremesp condena publicidade de cerveja em Jogos Olímpicos do Rio

>> Mortes por uso de analgésico nos EUA só perdem para acidentes de carro

>> Luíza Brunet fez vídeo íntimo de marido agressor

>> O desabafo de Preta Gil: "não aceitam que me chame Preta"

>> Pepeu: Show 50 a Mais de Mil - vídeo

>> O ridículo da mídia brasileira e a patética criminalização de Lula

>> O desafio da Canon: seis fotógrafos e um estúdio vazio - veja o vídeo

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Crítica & Literatura: Fragmentos de vidas
 

Copyright 2017 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!