• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Quinta-feira, 17 de Maio de 2018

Eloisa Mafalda morre aos 93 anos

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > esportes > fórmula 1

Esportes - Fórmula 1

 

Sábado, 11 de Novembro de 2017

Membros da equipe de Lewis Hamilton são assaltados em Interlados

Da Redação

Um dos principais eventos esportivos internacionais, a Fórmula 1 sofreu um baque e tanto na sua imagem por conta da violência paulistana. Integrantes da equipe do campeão antecipado de 2017, Lewis Hamilton foram assaltados quando saíam de Interlagos após uma tarde de treinos no circuito. Em sua página do Twitter, o tetra campeão do mundo narrou o episódio que envolveu armas apontadas para a cabeça de mecânicos e ameaças de morte. O também campeão e hoje chefe da equipe, Niki Lauda, reforçou as críticas à falta de segurança.



Lewis Hamilton conversou com os membros vítimas do assalto e contou detalhes em seu twitter. No desabafo, ele cobrou mais ação da Fórmula 1 e das equipes por mais seguranças nas corridas no país.

- Alguns membros da equipe tiveram armas apontadas ontem à noite saindo do circuio aqui no Brasil. Tiros foram disparados, e armas colocadas em suas cabeças. Isso é muito triste de se ouvir. Por favor, mandem orações para meus caras que estão aqui, que estão sendo profissionais, mesmo abalados. Isso acontece todo ano. A F1 e as equipes precisam fazer mais, não há mais desculpas - disse.



Em entrevista à repórter Mariana Becker, da TV Globo, Niki Lauda disse que a equipe cobrou mais segurança à organização do GP:

- Eu soube nesta manhã. Alguns membros da equipe ficaram sob a mira de armas de fogo. Acho que cinco ou seis pessoas saíram de um carro, colocaram uma arma na cabeça de um dos nossos mecânicos. Foi isso. Todos estão preocupados. A equipe está assustada. Foi apenas um carro, nossa equipe é maior. Mas não importa, vamos nos manter unidos, vamos tomar cuidado na nossa saída hoje à noite. Não é legal, para ser honesto. O que pode ser feito é ter mais proteção. Falei com o Tamas (Rohonyi, organizador do GP) nesta manhã, para saber o que poderia ser feito e pedimos para não deixarem as pessoas saírem do autódromo sem estarem seguras.

Os assaltantes tentaram roubar também um carro com funcionários da FIA que vinham logo atrás. Eles chegaram a bater com as armas no vidro, mas o veículo era blindado e conseguiu escapar.

Após os incidentes, quem ainda estava trabalhando no autódromo foi avisado dos problemas e pediu segurança para a organização para deixar Interlagos. Com isso, os funcionários restantes saíram escoltados por policiais até a entrada da Marginal Pinheiros.


Fonte GloboEsporte

 

Veja também:

>> Crítica & Literatura: Sobre mulheres das letras

>> Faltam negros ao meio jornalístico

>> Waack cancela palestra que faria no Espírito Santo

>> O que é que uma buzina não faz!!!

>> Cachorro invade o campo e "faz falta" em jogador na Argentina

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
  •  
  •  
  •  comentário(s)
  •  
 
Membros da equipe de Lewis Hamilton são assaltados em Interlados
 

Copyright 2018 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!