• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Conexão TV

Sábado, 17 de Abril de 2021

Jornalista teria sido vítima de racismo dentro da CNN

 
  • Enviar para um amigo
  •  
  • Compartilhar no Twitter
  •  
  • Compartilhar no Facebook
VER +

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > polícia > segurança pública

Polícia - Segurança Pública

 

Quarta-feira, 14 de Abril de 2021

Advogado abandona Jairinho e Monique vai prestar novo depoimento

André França renunciou à causa de Jairinho
André França renunciou à causa de Jairinho


O advogado André França, que até o início da semana representava o vereador Jairinho (Sem partido) e sua mulher, Monique Medeiros, padrasto e mãe de Henri, de 4 anos, anunciou na noite de quarta-feira (14) que está abandonando a causa do seu principal cliente. Na terça-feira(13), Monique foi orientada a abrir mão da defesa de André França. Também na noite de quarta, os recém contratados advogados da mãe de Henri, de morto com vários hematomas em um crime no qual os pais surgem como suspeitos, revelaram que Monique vai prestar novo depoimento: "ela vai falar a verdade", disse um dos advogados deixando claro que seu primeiro depoimento, no qual protegia Jairinho, teria sido manipulado.

ver mais >>

Terça-feira, 13 de Abril de 2021

Vício e preconceito: a necessidade de culpar a babá de Henri

 A babá e Henri - tentativa de responsabilizar por crime
A babá e Henri - tentativa de responsabilizar por crime

Há um desejo crescente nas redes sociais de se responsabilizar a babá de Henri, Thayná Oliveira Ferreira, como cúmplice do assassinato do menino que teria sido cometido pelo vereador Jairinho com a ajuda, possível, de Monique Medeiros. Ela, no primeiro depoimento prestado à polícia, disse, sob coação dos patrões, que jamais havia presenciado qualquer agressão de Jairinho ao menino. Entretanto, na segunda convocação à polícia, ela confirmou que de fato mentira e que houve agressões impostas por Jairinho.

ver mais >>

Terça-feira, 13 de Abril de 2021

Mãe de Henri muda de advogado e diz que era agredida por Jairinho

Monique Medeiros: troca de advogados e confissão de violência doméstica
Monique Medeiros: troca de advogados e confissão de violência doméstica

Ao buscar uma defesa própria no inquérito em que é acusada de cumplicidade na morte do próprio filho, o menino Henri Borel, de 4 anos, a professora Monique Modeiros parece quebrar as amarras. Ela, segundo revela o site UOL notícias, teria relatado a amigos que, assim como o filho, ela também teria sido agredida pelo namorado, o vereador afastado do Rio, Jairinho (Solidariedade).

ver mais >>

Quinta-feira, 08 de Abril de 2021

Polícia prende padrasto e mãe de Henry Borel por assassinato

Menino sofreu tortura por pelo menos um mês. E como ninguém percebeu?
Menino sofreu tortura por pelo menos um mês. E como ninguém percebeu?

O que a opinião pública já havia detectado, a responsabilidade direta da mãe e do padrasto na morte de Henry Borel, de 4 anos, foi finalmente tornado oficial pela polícia civil do Rio. Na manhã desta quinta-feira (8), a Justiça decretou as prisões de Monique Medeiros e do Doutor Jairinho por terem participado direta ou indiretamente da morte do menino que apresentava hematomas em pelo três órgãos vitais além da cabeça. Ambos serão indiciados por homicídio e tortura, já que há indícios de que a criança foi torturada pelo menos ao longo do último mês de sua vida.

ver mais >>

Quinta-feira, 08 de Abril de 2021

Jairinho e Monique foram orientados a ostentar luto no ato da prisão

Doutor Jairinho e a mulher: vestidos de preto
Doutor Jairinho e a mulher: vestidos de preto

Muita gente percebeu que houve uma "coincidência" na escolha das roupas do casal Doutor Jairinho, vereador do Rio de Janeiro, e a professora Monique Medeiros. Ambos deixaram as casas dos respectivos pais, na Zona Oeste do Rio, área tomada pela milícia, com roupas pretas - símbolo do luto.

ver mais >>

Quinta-feira, 01 de Abril de 2021

"Doutor" Jairinho telefonou para governador na noite da morte de Henry

Henry Borel - vítima da queda ou
Henry Borel - vítima da queda ou

Coisas estranhas aconteceram na noite em que o menino Henry Borel, 4 anos, morreu vítima da violência do assoalho do apartamento em que morava, no Edifício Majestic, na Barra. Segundo revelou hoje o colunista Lauro Jardim, do Globo, o padrasto do menino, o vereador do Rio conhecido como "doutor Jairinho", telefonou para o governador em exercício Cláudio Castro. Não fica clara a razão da ligação, mas sabe-se que o padrasto já hvia tentado, sem sucesso, junto aos médicos do Barra D'Or, pular a exigência de exame no Instituto Médico Legal (IML) exigido em mortes suspeitas.

ver mais >>

Pág. atual: 1/702
 
 

Copyright 2021 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!