• Ouça a Rádio
  • Galeria de Fotos
  • Vídeos
  • Facebook
  • Twitter
Conexão Jornalismo é o primeiro site do país a merecer o selo verde.
Planvale

Busca

 

Galeria de Fotos

 
 

 
 

Comunidade

home > colunas > gastronomia > botequim

Gastronomia - Botequim

 

Terça-feira, 17 de Março de 2020

Popular, Bar do Omar fecha as portas durante coronavírus. Francês chama povo de gado

Bar do Omar: Boteco é aplaudido pela clientela pela atitude do dono
Bar do Omar: Boteco é aplaudido pela clientela pela atitude do dono

Bar do Omar, um boteco tradicional da boemia carioca, preferido dos simpatizantes da esquerda, seja ela mortadela ou caviar, fechou as portas por tempo indeterminado. O dono do negócio, Omar Monteiro, disse em sua rede social que vai esperar o corona passar para poder receber sua clientela em absoluta segurança. Apesar de causar uma certa frustração, ele recebeu centenas de comentários parabenizando pela atitude:

ver mais >>

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

A experiência no Cachambeer - o bom boteco do Méier - ou seria Cachambi?

Cachambeer: uma boa experiência que precisa melhorar
Cachambeer: uma boa experiência que precisa melhorar

O assunto virou polêmica na minha rede social. Quando disse que fui ao Méier conhecer o Bar Cachambeer quase fui apedrejado - não fui porque me escondi atrás da tela do notebook.

Mas a verdade é que fui ao Méier e de lá segui para o Cachambeer. Eu gosto do bairro onde passei parte da minha adolescência e fiz muitos amigos.

Apreciador dos bons botecos, fiz a imersão no sábado. Eis a crítica:

ver mais >>

Domingo, 03 de Março de 2019

Alfredinho, do Bip Bip, deixa o mundo aos 75 anos em pleno Carnaval

Alfredinho Bip Bip: tristeza no Carnaval
Alfredinho Bip Bip: tristeza no Carnaval

Alfredinho, 75 anos, era um carioca arretado. Lá de Santa Cruz, na Zona Oeste, fez nome e fama em Copacabana. Seu boteco, o Bip Bip, nasceu no mesmo dia da instituição do malfadado AI5. Daí a virar reduto de boêmios de esquerda. Alvinegro como são muitos dos grandes homens, ele carregava consigo barba, cerveja gelada na latinha e muito mau humor.

ver mais >>

Quinta-feira, 26 de Abril de 2018

Cervejas cariocas que você precisa conhecer

Da Redação - fotos Facebook

Cerveja carioca até no nome
Cerveja carioca até no nome

Que carioca gosta de cerveja, não e novidade pra ninguém - a tradição botequineira da cidade não nos deixa mentir. Mas o fato é que, nos últimos anos, o Rio de Janeiro passa por uma revolução cervejeira, com novas gerações investindo na produção de cervejas artesanais que são a cara do Rio. Aqui, a gente apresenta a vocês algumas dessas novas cervejarias que estão dando o que falar na Cidade Maravilhosa. Boa parte só é encontrada em eventos itinerantes, como O Mercado, O Cluster e Junta Local ou em bares e lojas especializados em cerveja artesanal. Guarde esses nomes e não perca a oportunidade de experimentar, se cruzar com alguma delas em cartas de cervejas por aí.

ver mais >>

Quinta-feira, 09 de Novembro de 2017

Botequim que virou "QG" dos Coxinhas no Leblon fecha as portas

O Botequim Informal é daqueles bares que viram rede. Perdem exatamente o que o nome sugere: a informalidade. Mas eis que de alguns anos para cá, o bar, na sua "sede" do Leblon, se tornou reduto dos coxinhas descolados - aqueles que botam sapatinho de cromo alemão, sem meia, e fingem que adoram o que o bar propõe - pelo menos no nome: a informalidade. Nada mais irônico: a turma que se reunia ali para desancar o PT e reclamar das políticas sociais foi removida de lá por conta da crise. Ou seja: o sucesso do golpe deixou-os na loja. O resultado é que o Informal anunciou que vai fechar as portas. Quebrou!

ver mais >>

Segunda-feira, 09 de Janeiro de 2017

Afonso, o gente boa do Real Sucos, partiu neste domingo

Da Redação

As redes sociais registraram. Afonso, o garçom gente boníssima do Real Sucos de Copacabana, o boteco de esquina que vende de tudo, menos suco, partiu neste início de 2017. Abalou Copacabana. Botafoguense estiloso, um cara fino e elegante, tinha amigos a dar com o pau. Era querido e festejado por todas as torcidas. Afinal, tirar chope e servir com elegância era com ele. Este post, de Juarez Becoza, resume quem era o trabalhador.

ver mais >>

Pág. atual: 1/3
 
 

Copyright 2020 - WebRadio Programa Conexão - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Go2web

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!