Lanterna-chinesa – Abutilon striatum: Curiosidade sobre a Planta

Descobrindo a beleza da Lanterna-chinesa (Abutilon striatum)

Se você é um amante de plantas e está sempre em busca de novidades no mundo da jardinagem, certamente já ouviu falar sobre a Lanterna-chinesa, uma espécie botânica de grande destaque por suas belas flores, conhecidas também como “lanterninhas”. Neste artigo, vamos mergulhar nesse fascinante universo vegetal e descobrir tudo sobre essa planta encantadora chamada Abutilon striatum.

Origem e características da Lanterna-chinesa

A Lanterna-chinesa, cientificamente conhecida como Abutilon striatum, é uma planta ornamental originária do Brasil, amplamente cultivada em diversos países de clima tropical e subtropical. Pertencente à família Malvaceae, ela é parente de outras espécies igualmente encantadoras, como o Hibisco e a Malva Rosa.

Essa planta perene possui uma haste ereta, que pode atingir até dois metros de altura, repleta de folhas verde-escuras e serrilhadas, que conferem um aspecto exuberante ao seu porte. Mas, sem dúvidas, o grande destaque da Lanterna-chinesa são suas flores.

As lanterninhas encantadoras da Lanterna-chinesa

As flores da Lanterna-chinesa são o principal motivo pelo qual essa planta se tornou tão popular. Com formato semelhante a pequenas lanternas, elas surgem em profusão ao longo do ano, em tonalidades que variam entre o vermelho, o amarelo, o rosa e o laranja.

Cada flor mede cerca de três centímetros de diâmetro e possui cinco pétalas. Além disso, suas pétalas são levemente enrugadas, conferindo uma textura única às flores. Por sua beleza singular, a Lanterna-chinesa é muito utilizada em arranjos florais e em decorações de jardins, trazendo um toque de exotismo e sofisticação ao ambiente.

Como cultivar a Lanterna-chinesa

Agora que já conhecemos as características marcantes da Lanterna-chinesa, vamos descobrir as melhores técnicas de cultivo para que possamos apreciar ainda mais essa planta encantadora em nossos jardins.

Para começar, a Lanterna-chinesa é uma planta que necessita de luz solar direta, por isso, o local de cultivo deve ser ensolarado durante boa parte do dia. Ela também não é muito exigente em relação ao tipo de solo, mas prefere solos ricos em matéria orgânica e bem drenados.

Quanto à irrigação, é importante manter o solo sempre úmido, sem que haja encharcamento. A falta de água pode fazer com que a planta perca suas flores precocemente, portanto, fique atento aos períodos de seca e regue sempre que necessário.

Outro ponto importante é a adubação. Para garantir um crescimento saudável e floração abundante, recomenda-se adubar a Lanterna-chinesa a cada três meses, com fertilizantes ricos em nitrogênio, fósforo e potássio.

Propagação e cuidados adicionais

A propagação da Lanterna-chinesa pode ser realizada através de sementes ou estacas. No caso das estacas, é necessário cortar ramos de cerca de 15 centímetros e plantá-los em substrato úmido, mantendo-os protegidos da luz direta do sol até o enraizamento.

Em relação aos cuidados adicionais, é importante ficar atento a possíveis pragas e doenças que possam afetar a planta, como pulgões, cochonilhas e fungos. Realize inspeções frequentes e, caso identifique algum problema, procure utilizar métodos naturais de controle ou consulte um especialista em jardinagem.

Outra dica valiosa é realizar podas regulares para manter a planta com um aspecto mais compacto e estimular a floração. A poda pode ser feita logo após a floração, cortando os ramos mais antigos.

Portanto, se você está em busca de uma planta exuberante e cheia de personalidade para embelezar o seu jardim, a Lanterna-chinesa é uma excelente opção. Com suas flores encantadoras e seu cultivo relativamente fácil, ela certamente se tornará o destaque de qualquer espaço verde.

Aproveite todas as dicas apresentadas neste artigo e coloque em prática o cultivo dessa planta magnífica. A Lanterna-chinesa, com sua beleza exótica e suas flores brilhantes, certamente fará sucesso em qualquer ambiente.


Ficha Técnica

Nome científico: Abutilon striatum
Common names: Campainha, Lanterna-japonesa, Sininho
Família: Malvaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais
Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
Origem: América Central, Guatemala
Altura: 1.2 a 1.8 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Lanterna chinesa – Abutilon striatum Curiosidade sobre a Planta
Foto: Rita Barreto

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp