Leiteira-africana – Euphorbia umbellata: Curiosidade sobre a Planta

Leiteira-africana – Euphorbia umbellata: Uma planta exótica e versátil para o seu jardim

Você já ouviu falar da Leiteira-africana? Também conhecida pelo nome científico Euphorbia umbellata, essa planta exótica tem chamado a atenção de jardinistas e amantes da natureza por sua beleza singular e diversos benefícios. Nativa da África tropical, a Leiteira-africana tem conquistado espaço nos jardins brasileiros, trazendo charme e versatilidade para o paisagismo. Neste artigo, vamos explorar as características e usos dessa planta encantadora, oferecendo dicas e inspirações para você aproveitar ao máximo a presença da Leiteira-africana em seu jardim.

Características da Leiteira-africana

A Leiteira-africana, como o próprio nome sugere, possui uma seiva branca leitosa que exala um látex tóxico. Essa característica faz com que a planta seja resistente a herbívoros, como coelhos e veados, que preferem evitar o contato com essa substância. Suas folhas, em forma de lança, são verdes e densas, proporcionando um aspecto exuberante e ornamentando qualquer espaço.

A Leiteira-africana é uma planta perene, o que significa que ela se mantém viva durante todo o ano, tornando-a uma opção duradoura e de fácil manutenção para o seu jardim. Ela pode atingir até 1 metro de altura e seu porte compacto a torna ideal para ser cultivada em vasos e canteiros.

Cultivo da Leiteira-africana

A Leiteira-africana é uma planta de fácil cultivo, sendo adaptável a diferentes tipos de solo e condições climáticas. Ela prefere solos bem drenados e ricos em matéria orgânica, e deve ser regada regularmente, sem excessos. É importante evitar encharcar o solo, pois o acúmulo de água pode levar ao apodrecimento das raízes.

Embora seja resistente a altas temperaturas, a Leiteira-africana também tolera bem o frio moderado, o que a torna uma opção versátil para jardins de diferentes regiões do Brasil. Ela se desenvolve melhor em áreas com luminosidade intensa, mas também pode ser cultivada à meia-sombra, desde que receba algumas horas de sol direto.

Usos da Leiteira-africana

A beleza única da Leiteira-africana faz com que ela seja uma planta bastante versátil, podendo ser utilizada de diferentes formas no paisagismo. Ela pode ser cultivada isoladamente, em grupos ou até mesmo em grandes maciços, criando composições harmoniosas e chamativas.

Além disso, a Leiteira-africana pode ser utilizada como planta de bordadura, delimitando canteiros e caminhos em seu jardim. Sua robustez e resistência também a tornam ideal para jardins de baixa manutenção, onde ela pode ocupar espaços vazios e trazer vida e cor ao ambiente.

Outro uso interessante da Leiteira-africana está na composição de arranjos florais e buquês. Suas flores, pequenas e delicadas, podem ser combinadas com outras espécies florais, proporcionando um toque exótico e sofisticado às decorações. No entanto, é importante lembrar que a seiva da Leiteira-africana é tóxica e, por isso, é necessário tomar cuidado ao manusear a planta.

Cuidados e precauções

Apesar de sua resistência e facilidade de cultivo, alguns cuidados e precauções devem ser observados ao lidar com a Leiteira-africana. Como mencionado anteriormente, a seiva da planta pode ser tóxica e causar irritações na pele e nos olhos. Portanto, é aconselhável utilizar luvas ao manuseá-la, evitando o contato direto.

Outro aspecto importante a ser considerado é que a Leiteira-africana não é indicada para lares com animais de estimação ou crianças pequenas, pois a ingestão de suas partes pode levar a problemas de saúde.

Conclusão

A Leiteira-africana, ou Euphorbia umbellata, é uma planta exótica e versátil, que vem ganhando espaço nos jardins brasileiros. Suas características únicas, como a seiva leitosa e as folhas verdes em formato de lança, fazem dela uma opção encantadora para quem busca adicionar beleza e originalidade ao paisagismo.

De fácil cultivo e adaptação a diferentes condições climáticas, a Leiteira-africana pode ser utilizada de diversas formas, seja como planta de destaque, bordadura ou na composição de arranjos florais. No entanto, é importante estar ciente dos cuidados e precauções necessários ao lidar com essa planta, devido à toxicidade de sua seiva.

Portanto, se você está em busca de uma planta exótica e de fácil manutenção para o seu jardim, a Leiteira-africana é uma excelente escolha. Sua presença trará charme, elegância e um toque de exotismo ao seu ambiente verde, tornando-o ainda mais agradável e aconchegante.


Ficha Técnica

Nome científico: Euphorbia umbellata
Sinonímia: Synadenium grantii, Euphorbia grantii, Euphorbia pseudograntii, Synadenium umbellatum, Euphorbia pereskiifolia
Common names: leiteira-africana, planta-da-vida, cancerola, cancerosa, mariamole, leite-de-arbusto-africano, avelós-de-folha, gota-milagrosa
Família: Euphorbiaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cercas Vivas, Medicinal
Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
Origem: África
Altura: 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Leiteira africana – Euphorbia umbellata Curiosidade sobre a Planta
Foto: Mauricio Mercadante

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp