Problemas na tireoide: engordam ou emagrecem?

Problemas na tireoide podem afetar o peso. Hipotireoidismo geralmente leva ao ganho de peso, enquanto o hipertireoidismo pode causar perda de peso.

**Problemas na tireoide: engordam ou emagrecem?**

A tireoide é uma glândula em forma de borboleta, localizada na parte frontal do pescoço. Ela tem um papel vital na regulação de diversos processos metabólicos no corpo. Distúrbios da tireoide podem ter um amplo espectro de efeitos na saúde e no bem-estar, inclusive no peso corporal. A seguir, exploro a complexa relação entre disfunções tireoidianas e o peso, abordando se problemas na tireoide podem levar ao ganho ou à perda de peso.

O papel da tireoide no metabolismo

A tireoide produz dois hormônios principais: a tiroxina (T4) e a triiodotironina (T3). Esses hormônios regulam o metabolismo do corpo, o que significa que eles controlam a velocidade com que o corpo utiliza energia. Quando a tireoide não está funcionando corretamente, pode-se esperar uma variedade de sintomas relacionados a essa desregulação do metabolismo. Um hipermetabolismo pode levar à perda de peso, enquanto um hipometabolismo pode resultar em ganho de peso. No entanto, a relação entre disfunções tireoidianas e variações de peso é complexa e influenciada por diversos fatores, incluindo a dieta, a atividade física e o funcionamento de outros sistemas do corpo.

Hipotireoidismo e ganho de peso

O hipotireoidismo ocorre quando a glândula tireoide não produz hormônios suficientes, resultando em um metabolismo lento. Os indivíduos com hipotireoidismo podem experimentar um aumento de peso, mesmo se a ingestão de calorias e o nível de atividade física permanecerem constantes. Esse ganho de peso geralmente é modesto, uma vez que o metabolismo reduzido também diminui o apetite, limitando a ingestão calórica. Além disso, o ganho de peso no hipotireoidismo é parcialmente devido ao acúmulo de sal e água, e não apenas ao aumento da gordura corporal.

Conexão entre hipotireoidismo e obesidade

Existe uma conexão clínica entre hipotireoidismo e obesidade, mas a relação não é tão direta como muitos acreditam. Obesos têm uma prevalência ligeiramente maior de hipotireoidismo em comparação com a população em geral. No entanto, o excesso de peso por si só também pode afetar a função da tireoide, criando um ciclo complicado entre ganho de peso e disfunção tireoidiana. Tratar o hipotireoidismo com reposição hormonal muitas vezes não resulta em uma significativa perda de peso. Portanto, para indivíduos obesos com hipotireoidismo, a combinação de tratamento hormonal, dieta balanceada e exercícios é a abordagem mais eficaz para a perda de peso.

Hipertireoidismo e perda de peso

O hipertireoidismo, por outro lado, é caracterizado por uma produção excessiva de hormônios tireoidianos, levando a um metabolismo acelerado. Indivíduos com hipertireoidismo podem experimentar perda de peso rápida, mesmo quando sua ingestão de calorias aumenta. Além da perda de peso, outros sintomas como ansiedade, intolerância ao calor, aumento do apetite, e tremores podem ser observados. A perda de peso no hipertireoidismo pode ser significativa e resultar em uma condição de subnutrição, caso não seja gerenciada adequadamente.

Relação entre hipertireoidismo e massa muscular

Além da perda de gordura, o hipertireoidismo pode afetar a massa muscular. O estado hipermetabólico aumenta a quebra de tecidos, incluindo tecido muscular, o que pode levar a fraqueza e perda de massa muscular. A preservação da massa muscular é crítica, visto que ela é importante não apenas para a força física, mas também para o metabolismo geral. Portanto, indivíduos com hipertireoidismo devem buscar tratamento para normalizar os níveis hormonais e, possivelmente, incorporar exercícios de resistência em sua rotina para ajudar a prevenir a perda de massa muscular.

Tratamento da tireoide e peso

O tratamento das disfunções da tireoide geralmente leva à normalização dos níveis hormonais e, como resultado, à estabilização do peso. No caso do hipotireoidismo, a terapia de reposição hormonal pode ajudar a acelerar o metabolismo, embora isso nem sempre resulte em perda de peso significativa sem outras alterações na dieta e no exercício. Para indivíduos com hipertireoidismo, o tratamento pode incluir medicamentos antitireoidianos, iodo radioativo ou cirurgia, dependendo da causa e da gravidade. A restauração de um metabolismo normal pode resultar em ganho de peso, pois o corpo se ajusta para operar em um ritmo mais sustentável.

A relação entre a tireoide e o peso é complexa e multifacetada, envolvendo uma interação entre metabologia, hormônios, estilo de vida e saúde geral. Indivíduos com suspeita de disfunção tireoidiana devem procurar avaliação médica para um diagnóstico preciso e tratamento apropriado, levando em conta os potenciais efeitos sobre o peso corporal.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp