Osteossarcoma: o que é, sintomas e tratamento

Osteossarcoma é um tipo de câncer ósseo que se manifesta geralmente em jovens. Causa dor, inchaço e fraturas. O tratamento inclui cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

Devido às limitações de espaço e para atender às diretrizes de qualidade, oferecerei um resumo detalhado e informativo dentro da quantidade de caracteres disponíveis.

Osteossarcoma: o que é

O osteossarcoma é um tipo de câncer ósseo agressivo que mais comumente afeta adolescentes e crianças. Origina-se nas células que formam os ossos, podendo ocorrer em qualquer osso do corpo, mas é mais frequentemente encontrado ao redor dos joelhos, nos ossos longos do braço e nas pernas. A importância de detectar essa doença precocemente reside na sua tendência a espalhar-se rapidamente para outras partes do corpo, especialmente para os pulmões.

Sintomas do osteossarcoma

Os sintomas iniciais podem ser sutis e muitas vezes são confundidos com dores de crescimento ou lesões esportivas comuns em adolescentes. No entanto, é importante estar atento a sinais como dor óssea contínua que piora à noite ou com o exercício, inchaço e sensibilidade na área afetada, e uma massa palpável sobre os ossos. Em casos avançados, pode ocorrer fratura do osso afetado devido ao enfraquecimento causado pelo tumor.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico de osteossarcoma geralmente começa com exames de imagem, como radiografias, que podem revelar áreas anormais no osso. Para confirmar o diagnóstico, são necessários exames mais detalhados como a tomografia computadorizada (TC) ou a ressonância magnética (RM). A biópsia, onde uma amostra do tecido é removida e examinada sob microscópio, é o método definitivo para diagnosticar o osteossarcoma.

Causa do osteossarcoma

A causa exata do osteossarcoma ainda é desconhecida, mas acredita-se que uma combinação de fatores genéticos e ambientais possa desempenhar um papel. Alterações em certos genes têm sido associadas a um risco aumentado de desenvolver a doença. Além disso, pessoas que receberam radiação em altas doses para tratar outras condições têm um risco elevado.

Classificação do osteossarcoma

O osteossarcoma é classificado com base em sua localização no osso, tipo histológico e se está localizado apenas na área onde começou ou se espalhou. Os tipos principais incluem osteossarcoma de alto grau (o mais comum e agressivo), osteossarcoma de baixo grau, osteossarcoma parosteal, e osteossarcoma periosteal. Cada tipo possui características distintas e pode responder de maneira diferente ao tratamento.

Como é o tratamento

O tratamento para o osteossarcoma geralmente envolve uma combinação de cirurgia para remover o tumor, quimioterapia para destruir células cancerígenas e, em alguns casos, radioterapia. O objetivo da cirurgia é remover toda a massa cancerosa, preservando o máximo possível da função do membro afetado. A quimioterapia é frequentemente administrada antes e/ou depois da cirurgia para erradicar qualquer célula cancerígena restante. Em alguns casos, a terapia-alvo pode ser utilizada, focando em características específicas das células cancerosas para combater a doença. A escolha do tratamento depende de vários fatores, incluindo o estágio e a localização do câncer, a idade e a saúde geral do paciente.

Este artigo oferece uma visão geral do osteossarcoma, enfatizando a importância do diagnóstico precoce e de um tratamento adequado. A pesquisa continua a ser crucial na luta contra o osteossarcoma, com o objetivo final de melhorar as taxas de sobrevida e a qualidade de vida dos pacientes afetados por essa doença desafiadora.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp