O que é Fístula Dental e como tratar

Uma fístula dental é uma pequena bolsa de pus que se forma devido à infecção de um canal radicular ou gengiva adjacente. O tratamento geralmente envolve a drenagem da infecção e a restauração do dente afetado.

O que é Fístula Dental e como identificar

A fístula dental é uma condição que ocorre quando há uma infecção no dente ou na gengiva e o pus se acumula na área afetada, formando uma bolsa preenchida de pus. Essa bolsa acaba se conectando ao exterior da boca por meio de um pequeno canal, denominado fístula. Essa conexão permite que o pus seja eliminado da boca, aliviando a pressão e a dor associadas à infecção.

A fístula dental pode ser identificada por meio de alguns sinais e sintomas característicos. Um dos principais indicadores é a presença de uma pequena protuberância ou inchaço na gengiva, que geralmente contém um orifício por onde o pus é drenado. Esse orifício pode ser visível ou ficar escondido sob uma camada de tecido gengival inflamado.

Além disso, é comum que haja um gosto desagradável e persistente na boca, devido à presença constante de pus. A região afetada também pode ficar sensível ao toque, causando desconforto ou dor. Em casos mais graves, a pessoa pode experimentar febre, inchaço facial e até mesmo dificuldade para abrir a boca totalmente.

Tratamento para Fístula Dental

O tratamento para fístula dental varia de acordo com a gravidade da infecção e da causa subjacente. O primeiro passo é consultar um dentista, que realizará uma avaliação completa da região afetada e poderá solicitar exames complementares, como radiografias, para auxiliar no diagnóstico.

Em casos mais brandos, a fístula pode ser tratada com a administração de antibióticos para controlar a infecção. O dentista poderá prescrever o medicamento adequado, geralmente de amplo espectro, para combater as bactérias responsáveis pela infecção. É recomendado que o paciente siga rigorosamente as instruções do dentista e termine o curso completo do antibiótico, mesmo que os sintomas desapareçam antes.

No entanto, é importante destacar que o tratamento com antibióticos por si só não é suficiente para eliminar a fístula dental. Para que a condição seja curada de forma definitiva, é necessário tratar a causa subjacente da infecção. Isso pode envolver a realização de um tratamento dentário específico, como um canal ou extração do dente afetado, dependendo do caso.

Após a resolução da infecção e da causa subjacente, é provável que a fístula dental cicatrize naturalmente ao longo do tempo. No entanto, em alguns casos mais complexos, pode ser necessário realizar uma pequena cirurgia para fechar a fístula e garantir a completa cicatrização.

Em suma, a fístula dental é uma condição que ocorre devido a uma infecção no dente ou na gengiva, causando o acúmulo de pus e a formação de uma bolsa preenchida de pus conectada à boca por meio de um canal, denominado fístula. O tratamento varia de acordo com a gravidade do caso, mas geralmente envolve a administração de antibióticos para controlar a infecção e o tratamento da causa subjacente por meio de procedimentos dentários específicos. É fundamental buscar ajuda de um dentista assim que os sintomas surgirem, para garantir um tratamento adequado e evitar complicações.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp