Melhoral: Para que serve e Como tomar

Melhoral é um medicamento analgésico e antitérmico utilizado no alívio de dores e febres. Sua formulação e dosagem variam de acordo com a idade do paciente.

Como tomar

Ao utilizar qualquer medicamento, é indispensável seguir corretamente as instruções de uso presentes na bula. No caso do Melhoral, um analgésico e antitérmico bastante conhecido, não é diferente.

O modo de uso indicado do Melhoral é a administração oral, com a ingestão de 1 a 2 comprimidos, de 4 em 4 horas, de acordo com a necessidade e a orientação médica. Vale ressaltar que a dose máxima diária não deve ultrapassar 8 comprimidos, ou seja, 4 gramas de paracetamol, por dia.

O comprimido deve ser ingerido de preferência com água, sem partir ou mastigar, garantindo assim que a substância ativa seja absorvida adequadamente pelo organismo.

Recomenda-se a ingestão do Melhoral junto com as refeições, a fim de minimizar possíveis efeitos gastrointestinais desagradáveis, tais como azia e gastrite. É importante respeitar o intervalo de tempo entre as doses, evitando a realização de doses duplas caso a dose anterior tenha sido esquecida.

É fundamental evitar o uso contínuo e prolongado de Melhoral sem a devida orientação médica, pois o consumo indiscriminado deste medicamento pode acarretar consequências indesejáveis à saúde.

Possíveis efeitos colaterais

Assim como qualquer outro medicamento, o Melhoral também pode apresentar efeitos colaterais indesejáveis, embora nem todas as pessoas apresentem esses sintomas.

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns envolvem distúrbios gastrointestinais, como dor de estômago, náuseas e vômitos. Além disso, é possível ocorrer reações alérgicas, tais como vermelhidão na pele, inchaço facial e coceira intensa. Caso esses sintomas sejam observados, é importante buscar atendimento médico imediato.

Ainda, o uso prolongado e em doses elevadas de Melhoral pode levar a danos graves ao fígado, principalmente em indivíduos com predisposição a esses problemas. Portanto, é indispensável seguir corretamente as doses indicadas pelo médico ou pela bula do medicamento.

Quem não deve tomar

Apesar de ser um medicamento de venda livre, é necessário lembrar que nem todas as pessoas estão aptas a utilizar o Melhoral. Por isso, é importante ficar atento às contraindicações.

Pessoas que apresentam histórico de alergia aos componentes da fórmula do Melhoral, como o paracetamol, devem evitar o seu uso, uma vez que reações alérgicas graves podem ocorrer.

Indivíduos com problemas hepáticos, como hepatite crônica, cirrose ou insuficiência hepática, devem evitar o uso de Melhoral, uma vez que altas doses dessa medicação podem levar a complicações no fígado.

Além disso, pacientes que possuem insuficiência renal grave também devem evitar o uso indiscriminado de Melhoral, devido ao risco de danos ao sistema urinário.

Gestantes e mulheres que estão amamentando também devem ter cautela ao utilizar o Melhoral, sendo imprescindível consultar um médico para avaliar os riscos e benefícios dessa medicação para o caso específico.

Em suma, o Melhoral é um medicamento amplamente utilizado para alívio de dores e febre, porém, é fundamental seguir a posologia indicada e não utilizá-lo de forma indiscriminada. Em caso de dúvidas ou ocorrência de efeitos colaterais, é indispensável buscar auxílio médico para orientações adequadas e segurança na utilização dessa medicação.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp