Coartem: para que serve e como tomar

Coartem é um medicamento antimalárico que combate a malária causada pelo Plasmodium falciparum. Deve ser tomado em doses prescritas pelo médico, seguindo a recomendação de administração para garantir a eficácia do tratamento.

Coartem: para que serve

Coartem é um medicamento antimalárico que tem como objetivo tratar e prevenir a malária, uma doença transmitida pela picada de mosquitos infectados com o parasita Plasmodium. Essa condição é mais comum em algumas regiões da África, América Central e do Sul, bem como em partes do Sudeste Asiático.

A combinação de dois princípios ativos presentes no Coartem, arteméter e lumefantrina, age no organismo para eliminar o parasita da malária e aliviar os sintomas associados à doença. A função primordial dessa medicação é exterminar o Plasmodium no sangue, garantindo assim a sua eficácia no tratamento da malária.

Como usar o Coartem

Para garantir a eficácia do tratamento com Coartem, é essencial seguir corretamente as instruções médicas. O medicamento é geralmente administrado por via oral, em forma de comprimidos, que devem ser ingeridos com água.

A dosagem e duração do tratamento podem variar de acordo com o tipo de malária, a idade do paciente e a gravidade dos sintomas. É de extrema importância não interromper o tratamento antes do tempo indicado pelo médico, a fim de evitar a recorrência da doença.

Recomenda-se que o Coartem seja tomado com alimentos ricos em gordura, como leite, para melhorar a absorção dos princípios ativos pelo organismo. Seguir uma alimentação saudável e equilibrada durante o tratamento é crucial para aumentar a eficácia do medicamento.

Possíveis efeitos colaterais do Coartem

Assim como qualquer medicamento, o Coartem pode causar efeitos colaterais em certos casos. Os mais comuns incluem náuseas, vômitos, dor de cabeça, tontura, perda de apetite e distúrbios gastrointestinais, como diarreia e dor abdominal. Esses sintomas geralmente são leves e desaparecem por conta própria.

No entanto, em casos mais raros, algumas pessoas podem apresentar efeitos colaterais mais graves, como arritmias cardíacas, reações cutâneas graves, alterações na função hepática e problemas sanguíneos. É importante relatar imediatamente ao médico qualquer sintoma incomum ou persistente durante o tratamento.

Quem não deve usar o Coartem

Embora o Coartem seja considerado um medicamento seguro e eficaz para o tratamento da malária, existem algumas restrições quanto ao seu uso. Pessoas que apresentam hipersensibilidade aos componentes ativos do medicamento não devem utilizá-lo.

Além disso, indivíduos com histórico de problemas cardíacos, como arritmias, e distúrbios hepáticos, devem ter cautela ao usar o Coartem. Adicionalmente, o medicamento não é recomendado durante a gravidez e lactação, a menos que expressamente indicado pelo médico, devido aos possíveis riscos ao feto e ao recém-nascido.

É fundamental informar ao médico sobre qualquer condição pré-existente ou medicamentos em uso antes de iniciar o tratamento com Coartem, a fim de evitar possíveis interações medicamentosas ou complicações de saúde.

Em suma, o Coartem é um medicamento antimalárico amplamente utilizado para tratar e prevenir a malária. Seguir corretamente as instruções médicas, conhecer os possíveis efeitos colaterais e restrições de uso é fundamental para garantir a eficácia e segurança desse medicamento no combate à malária. Sempre consulte um profissional de saúde antes de iniciar qualquer tratamento.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp