Bimatoprosta: para que serve, como usar e contraindicações

A bimatoprosta é um medicamento utilizado para tratar o glaucoma e aumentar o crescimento dos cílios. Deve ser aplicado nos olhos e possui contraindicação em casos de alergia a seus componentes.

Bimatoprosta: para que serve

A bimatoprosta é um medicamento utilizado principalmente para o tratamento do glaucoma, uma doença ocular que causa danos ao nervo óptico e pode levar à perda da visão. Além disso, a bimatoprosta também é utilizada para melhorar o crescimento e a aparência dos cílios, sendo comercializada com o nome comercial de Lumigan.

A principal função da bimatoprosta é regular a pressão intraocular, que é o fator responsável pelo desenvolvimento e progressão do glaucoma. Ela atua aumentando a drenagem do fluido intraocular, reduzindo assim a pressão dentro do olho.

Como usar

A forma de uso da bimatoprosta irá depender da indicação do médico oftalmologista, já que a dosagem e frequência podem variar conforme o quadro clínico de cada paciente. Geralmente, recomenda-se aplicar uma gota do medicamento no(s) olho(s) afetado(s), uma vez ao dia, preferencialmente à noite.

Para utilizar corretamente a bimatoprosta, é importante lavar bem as mãos antes da aplicação e inclinar levemente a cabeça para trás, fazendo um pequeno espaço no canto inferior do olho para receber a gota do medicamento. Em seguida, feche os olhos suavemente e pressione levemente o canto interno do olho com o dedo indicador por cerca de um minuto, para evitar que a bimatoprosta seja drenada para outras partes do corpo.

Possíveis efeitos colaterais

Assim como qualquer medicamento, a bimatoprosta pode apresentar efeitos colaterais. Dentre os efeitos mais comuns estão o escurecimento da pele ao redor dos olhos, alteração na cor da íris, aumento do crescimento dos pelos, bem como o ressecamento e a vermelhidão dos olhos. Algumas pessoas também podem experimentar irritação ocular, sensibilidade à luz e visão turva.

É importante ressaltar que não são todas as pessoas que desenvolvem esses efeitos colaterais, e a maioria deles são reversíveis com a suspensão do uso da medicação. No entanto, é fundamental informar o médico caso qualquer efeito colateral seja observado, para que ele possa fazer as devidas avaliações e ajustes na prescrição, se necessário.

Quem não deve usar

A bimatoprosta não é indicada para todas as pessoas e existe um grupo de pacientes que deve evitar o seu uso. Gestantes, mulheres que estejam amamentando e pessoas com histórico de alergia a algum componente da fórmula do medicamento devem evitar a utilização da bimatoprosta.

Além disso, o uso da bimatoprosta deve ser feito com cautela em pacientes com histórico de inflamações oculares, lesões na córnea, infecções oculares ativas ou outras condições que tornem os olhos mais sensíveis. Nesses casos, é imprescindível que o médico seja consultado antes do início do tratamento.

Em suma, a bimatoprosta é um medicamento utilizado para o tratamento do glaucoma e para melhorar o crescimento e a aparência dos cílios. Seu uso deve ser feito conforme a orientação médica, seguindo corretamente a posologia e as instruções de aplicação. É importante estar ciente dos possíveis efeitos colaterais e informar o médico caso qualquer reação adversa seja observada.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp