Ano com inverno mais quente faz venda de vinhos cair em 2023

Sul e Estado de SP juntas representam mais de 60% do faturamento das vendas de vinho no Brasil; tinto representa 83% das vendas nos supermercados

vinhos
Em 2023 a quantidade de vinhos vendidos foi 1,5% menor do que no mesmo período no ano passado. (Crédito: senivpetro/Freepik)

Pesquisa realizada pela Scanntech, líder em inteligência de dados para o varejo, aponta que o vinho tinto é o mais vendido em todo mercado supermercadista. Com 83,3% das vendas unitárias, o tipo de bebida lidera a preferência do brasileiro. Em segundo lugar ficou o vinho branco (8,5%), seguido por espumantes (5,2%) e rosé (3,0%). Por captar dados em mais de 40 mil pontos de venda (PDV), o hábito do consumidor dentro da categoria de vinhos apresenta dois picos de vendas durante o ano, um deles no período de inverno onde há um aumento no consumo de vinhos tintos e outro no final do ano, quando vinhos refrescantes como brancos, rosés, espumantes e similares aumentam sua saída em virtude do clima (verão).

Até agosto, em 2023 a quantidade de vinhos vendidos foi 1,5% menor do que no mesmo período no ano passado. Apenas em agosto, as vendas foram 7,7% menores, fato justificável devido a média das temperaturas máximas em agosto deste ano serem de 25,9°C, sendo 1,4°C acima da Normal Climatológica (média histórica), segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Para Priscila Ariani, diretora de Marketing Scanntech Brasil, o impacto na venda de bebidas tradicionais do inverno vai além do vinho. Conhaque e whisky tiveram quedas de até -21,9% em unidades vendidas enquanto cerveja teve aumento de +13,4% no mês de setembro, influenciadas pelas altas temperaturas do mês. Em outras categorias, o impacto também pode ser visto, como o sorvete, que dentro da categoria de perecíveis registrou venda de +66,7%”, destaca.

Olhando para as regiões do Brasil, o Sul e Estado de SP juntas representam mais de 60% do faturamento das vendas de vinho no Brasil. Outro dado interessante é que Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro juntos somam 21%.  Por captar mais de e mais de 9 bilhões de tickets por ano, relativos a um faturamento de mais de R$ 680 bilhões, os dados da Scanntech destacam que mais de 60% dos vinhos comercializados nos supermercados são em grandes varejistas. Mercados intermediários ficam em segundo com cerca de 22% ficando a frente do atacarejo que soma pouco mais de 8%.

Sobre a Scanntech

Originária do Uruguai, a Scanntech chegou no Brasil em 2013 e cresceu rapidamente, sendo usada por 8 em cada 10 top varejistas e por mais de 180 das maiores indústrias. Revolucionando o modo de se usar informações de mercado, a companhia desenvolveu uma plataforma de inteligência granular, ágil e acionável, que permite a identificação das maiores oportunidades, alavancando os resultados do varejo e da indústria e dos distribuidores e aproximando os parceiros comerciais.

Ao todo, analisa dados, ticket a ticket, de R$ 680 bilhões do varejo alimentício brasileiro por meio de uma base robusta e granular  de mais de 40 mil PDVs automaticamente, sem manipulação humana, para oferta de insights.

Índice do Conteúdo

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp