Lírio-do-amazonas – Eucharis grandiflora: Como Plantar

Conheca neste artigo, o encanto do Lírio-do-amazonas – Eucharis grandiflora.

O Brasil é um país repleto de riquezas naturais e biodiversidade única. Entre tantas espécies exuberantes que habitam essas terras, destaca-se o Lírio-do-amazonas, cientificamente conhecido como Eucharis grandiflora. Suas flores brancas e delicadas encantam a todos que têm o privilégio de contemplá-las.

Eucharis grandiflora

Origem e características do Lírio-do-amazonas

O Lírio-do-amazonas é nativo das regiões tropicais da América do Sul, especialmente do Brasil, Colômbia e Peru. Sua origem na Amazônia lhe rendeu o nome popular, que faz alusão a sua majestosidade e beleza.

Esta planta herbácea perene possui bulbos de onde brotam folhas espessas, de cor verde brilhante, dispostas em roseta. As flores surgem em hastes longas e eretas, cada uma com seis pétalas onduladas, que formam uma coroa branca ao redor de um delicado tubo central. Sua fragrância suave e elegante é um verdadeiro convite para se aproximar e apreciar a natureza.

Além da sua beleza estética, o Lírio-do-amazonas também é muito apreciado por sua capacidade de florescer em ambientes internos. Dessa forma, é uma excelente opção para adornar ambientes residenciais, escritórios e espaços comerciais, proporcionando um toque de elegância e exuberância.

lírio-do-amazonas

Cuidados e cultivo do Lírio-do-amazonas

Para desfrutar da magnificência do Lírio-do-amazonas em seu lar, é importante conhecer os cuidados necessários para o seu cultivo adequado. Embora não seja uma planta exigente, alguns aspectos devem ser considerados para garantir seu desenvolvimento saudável.

A primeira questão a ser observada é a luminosidade. O Lírio-do-amazonas prefere locais de meia sombra, com incidência de luz indireta. Ambientes muito ensolarados podem prejudicar o desenvolvimento das flores. Você pode escolher um cantinho do jardim ou um vaso próximo a uma janela para cultivar essa maravilhosa planta.

Quanto à rega, é importante manter o solo sempre ligeiramente úmido, evitando tanto o ressecamento como o encharcamento. Uma dica é regar quando o solo estiver seco na superfície, mas ainda úmido abaixo. Essa prática garante o equilíbrio ideal para o Lírio-do-amazonas.

lirio do amazonas planta

A adubação também é essencial para o crescimento saudável dessa espécie. Recomenda-se aplicar um fertilizante para plantas floríferas, rico em fósforo, a cada três meses, seguindo as instruções do fabricante. Assim, você garantirá uma floração intensa e prolongada.

Outro ponto importante é a temperatura. O Lírio-do-amazonas prefere climas quentes, com temperaturas entre 18°C e 25°C. É importante evitar locais com temperaturas muito baixas, pois isso pode prejudicar o desenvolvimento das flores.

Multiplicação e curiosidades

Se você deseja expandir seu cultivo de Lírio-do-amazonas, a multiplicação por bulbos é uma opção simples e eficaz. Durante o período de dormência da planta, que costuma ocorrer no inverno, você pode retirar os bulbos excedentes e replantá-los em vasos ou diretamente no solo, seguindo as mesmas orientações de cultivo.

Além de sua beleza e facilidade de cultivo, o Lírio-do-amazonas também possui propriedades medicinais. Em algumas regiões, suas folhas e bulbos são utilizados na preparação de remédios naturais para tratar problemas respiratórios e dores nas articulações. Contudo, é importante lembrar que qualquer uso medicinal deve ser devidamente orientado por um profissional da saúde.

O Lírio-do-amazonas é uma verdadeira joia da flora brasileira. Sua elegância, facilidade de cultivo e propriedades medicinais fazem dessa planta uma presença marcante tanto nos jardins quanto nos lares brasileiros. Ao cultivá-la, você estará não apenas levando beleza para seu ambiente, mas também preservando uma espécie que carrega consigo a magia da Amazônia.


O lírio-do-amazonas é uma planta herbácea, florífera e bulbosa, originária da floresta amazônica. Suas folhas são grandes, ovaladas, verde-escuras, pecioladas, brilhantes e coriáceas. A inflorescência, sustentada por um longo escapo floral, é do tipo umbela, com cerca de 3 a 10 flores grandes, brancas, cerosas e muito perfumadas.

As flores do lírio-do-amazonas são semelhantes às flores de narciso (Narcissus cyclamineus). A floração geralmente ocorre na primavera.Excelente para ambientes internos e varandas, o lírio-do-amazonas é uma das poucas plantas que floresce na sombra. Além disso, mesmo sem flores, podemos apreciá-la, pois sua folhagem é muito decorativa. Também pode ser plantada em vasos largos e, caso seja bem cuidada, recebendo boa luminosidade, irrigação e adubação é capaz de florescer até três vezes ao ano.

O local ideal para esta planta bulbosa no jardim é em canteiros adubados sob a copa das árvores, onde a luz difusa do ambiente é ideal para o seu desenvolvimento.Deve ser cultivado sob meia-sombra ou sombra, em substrato leve, fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado freqüentemente.

O lírio-do-amazonas aprecia o calor tropical, mas pode ser cultivado em estufas nos países de clima temperado. Os canteiros devem ser reformados a cada dois anos. É sensível ao ataque de lagartas, ácaros e fungos. Multiplica-se por separação dos bulbos que se formam junto a planta mãe e por divisão da touceira.

Ficha técnica

Nome Popular: Lírio-do-amazonas
Outros nomes: Estrela-d’alva, Estrela-da-anunciação, Estrela-de-belém
Nome científico: Eucharis grandiflora
Família: Amaryllidaceae
Categoria: Bulbosas, Flores Perenes
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul
Altura: 0.1 a 0.3 metros
Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
Ciclo de Vida: Perene

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp