Agrião do seco – Lepidium sativum: Característica da Planta

Você já ouviu falar sobre o agrião do seco? Também conhecida como Lepidium sativum, essa planta medicinal tem conquistado cada vez mais espaço na mesa dos brasileiros devido aos seus diversos benefícios para a saúde.

Seu consumo regular pode contribuir para o aumento da imunidade, prevenção de doenças e promoção do bem-estar geral.

Neste artigo, vamos conhecer mais sobre o agrião do seco e descobrir por que incluí-lo em sua alimentação pode ser uma excelente escolha para a sua saúde.

Agrião do seco
Agrião do seco

Origem e características do agrião do seco

O agrião do seco é uma planta pertencente à família Brassicaceae, a mesma família do repolho, couve e mostarda. Originária da Europa, essa hortaliça possui folhas pequenas, verde-escuras e com um sabor característico e picante.

Seu cultivo pode ser realizado em diferentes climas, desde que haja uma boa disponibilidade de água. No Brasil, o agrião do seco tem sido cultivado principalmente nas regiões Sul e Sudeste, onde se adaptou bem ao clima e condições de solo.

Como plantar agrião do Seco?

O Lepidium sativum, comumente conhecido como agrião-de-jardim, agrião-da-índia ou agrião-de-jardim, é uma planta de fácil cultivo e muitas vezes cultivada para consumo em saladas ou como guarnição. Aqui estão as instruções básicas para plantar Lepidium sativum:

Materiais Necessários:

  1. Sementes de Lepidium sativum: Você pode comprar sementes em centros de jardinagem ou lojas especializadas em jardinagem.
  2. Solo: Use um solo bem drenado e fértil. Uma mistura para vasos ou solo de jardim com composto orgânico é adequada.
  3. Vaso ou canteiro: Agrião pode ser cultivado em vasos, canteiros elevados ou diretamente no solo do jardim.

Passos para Plantar:

Escolha do Local:

  • O agrião gosta de luz solar parcial a plena. Escolha um local onde a planta receba pelo menos 4 a 6 horas de luz solar direta por dia.

Preparação do Solo:

  • Certifique-se de que o solo está bem drenado para evitar o acúmulo de água, o que pode levar ao apodrecimento das raízes.
  • Adicione composto orgânico para enriquecer o solo com nutrientes.

Semeadura:

  • Plante as sementes de agrião diretamente no solo ou em um vaso.
  • Faça pequenos sulcos rasos no solo e distribua as sementes uniformemente.
  • Cubra levemente as sementes com solo, pressionando suavemente.

Rega:

  • Mantenha o solo sempre úmido, regando regularmente. Evite encharcar, pois o agrião não gosta de solo excessivamente úmido.

Germinação:

  • As sementes geralmente germinam em cerca de uma semana a dez dias.
  • Mantenha o solo úmido durante o período de germinação.

Cuidados com o Crescimento:

  • Quando as mudas atingirem uma altura de alguns centímetros, você pode começar a colher as folhas externas.
  • Mantenha a umidade do solo e forneça fertilizante equilibrado a cada 4-6 semanas durante a estação de crescimento.

Colheita:

  • As folhas jovens e macias são melhores para consumo. Use tesouras de cozinha para cortar as folhas, permitindo que a planta continue a crescer.

Lembre-se de que o agrião tem um ciclo de vida rápido e pode ser cultivado durante todo o ano, desde que as condições de crescimento sejam adequadas. Fique atento à presença de pragas e doenças, e tome medidas apropriadas, se necessário.

Propriedades nutricionais

O agrião do seco é considerado um superalimento devido à sua riqueza em vitaminas, minerais e antioxidantes.

Entre os nutrientes presentes nessa hortaliça, destacam-se a vitamina C, que fortalece o sistema imunológico, a vitamina K, importante para a coagulação sanguínea, e o ácido fólico, que contribui para a saúde cardiovascular. Além disso, o agrião do seco é uma fonte de cálcio, ferro e magnésio, minerais essenciais para a saúde dos ossos e músculos.

agriao do seco 1

Benefícios para a saúde

O consumo regular pode trazer inúmeros benefícios para a saúde. Dentre eles, destacam-se:

  • Fortalecimento do sistema imunológico: devido à presença da vitamina C, o agrião ajuda a fortalecer as defesas do organismo, prevenindo gripes, resfriados e outras infecções.
  • Prevenção do câncer: estudos têm demonstrado que o agrião do seco possui substâncias antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres, prevenindo o desenvolvimento de células cancerígenas.
  • Melhora da saúde cardiovascular: rico em ácido fólico, um nutriente importante para a saúde do coração. O consumo regular dessa hortaliça pode auxiliar na redução dos níveis de homocisteína no sangue, contribuindo para a prevenção de doenças cardiovasculares.
  • Auxílio na perda de peso: o agrião do seco é um alimento de baixo teor calórico e rico em fibras, o que o torna um aliado na perda de peso. Além disso, suas propriedades diuréticas ajudam a eliminar o excesso de líquidos do organismo, reduzindo o inchaço.
  • Melhora da saúde óssea: devido à presença de cálcio e vitamina K, o consumo regular de agrião do seco pode contribuir para fortalecer os ossos e prevenir doenças como osteoporose.

Portanto, incluir o agrião do seco em sua alimentação diária pode trazer uma série de benefícios para a sua saúde. O seu sabor característico e versatilidade na cozinha fazem dessa hortaliça uma ótima opção para ser consumida em saladas, sucos verdes, sopas e outros pratos.

Lepidium sativum
Lepidium sativum

Aproveite os benefícios que o agrião do seco pode oferecer e cuide da sua saúde de forma saborosa e natural!


Ficha Técnica

Nome científico: Lepidium sativum
Nomes populares: Agrião, Agrião-da-índia, Agrião-de-jardim, Agrião-mouro, Mastruço, Mastruço-ordinário
Família: Brassicaceae
Categoria: Ervas Condimentares, Folhas e Flores, Medicinal, Plantas Hortícolas
Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: África, Ásia, Egito
Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Anual

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp