Raíssa Machado é a Atleta da Galera do Prêmio Paralímpicos

11ª edição da cerimônia marca aniversário de 28 anos do CPB

Dona de uma prata paralímpica no lançamento de dardo, Raíssa Machado venceu uma das categorias mais esperadas do Prêmio Paralímpicos 2022, a de Atleta da Galera (único prêmio decidido por votação popular). Com 48% dos votos, ela desbancou os nadadores Carol Santiago, Samuel Oliveira e Gabriel Araújo e o corredor Vinícius Rodrigues.ebcebc

O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (9) no Tokio Marine Hall, em São Paulo, durante a segunda noite do evento, que chegou à sua 11ª edição exatamente na data do aniversário de 28 anos de fundação do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

A cerimônia começou com um momento de grande emoção, na entrega do prêmio Memória Paralímpica, que homenageou um dos maiores medalhistas da história do Brasil no paradesporto: Luiz Cláudio Pereira. Dono de seis ouros, ele era presidente da Confederação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas quando faleceu em Medellín (Colômbia) durante o Campeonato das Américas de 2022.

Outra categoria da noite foi Prêmio Loterias Caixa, que destacou o clube que mais trabalhou para o desenvolvimento do paradesporto. E o vencedor foi o Sesi SP, campeão nacional nos dois naipes do vôlei sentado e do goalball. Além disso, a agremiação contribuiu com sete atletas nos títulos mundiais de vôlei sentado feminino e de goalball masculino conquistados pelo Brasil em 2022.

Já o troféu de revelação do ano ficou para Jade Lanai, de apenas 17 anos, do tênis em cadeira de rodas. A tocantinense, em setembro, venceu a japonesa Takamuro Yuma por 2 sets a 1 (7/5, 2/6 e 7/6) e se tornou a primeira campeã juvenil no US Open. Ao lado da norte-americana Maylee Phelps ela também faturou o título no torneio de duplas.

Também foi homenageado o melhor técnico coletivo, Fernando Guimarães, do vôlei sentado. Ele liderou o Brasil nos dois naipes durante o Campeonato Mundial realizado na Bósnia. Na ocasião, foi um dos vários responsáveis por feitos inéditos como o título feminino e a medalha de bronze no masculino, além da ida de um mesmo país nos dois naipes ao pódio na mesma edição do torneio.

O técnico de esportes individuais que faturou o prêmio de melhor do ano foi Leonardo Tomasello. O profissional é o treinador chefe da natação paralímpica brasileira, que vem colecionando recordes em competições no alto nível ao redor do mundo, e o responsável direto pela preparação da multicampeã Carol Santiago.

Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/esportes/noticia/2023-02/raissa-machado-e-atleta-da-galera-do-premio-paralimpicos

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp