Pública e WWF-Brasil divulgam resultado das Microbolsas Petróleo e Mudanças Climáticas

Autores: Redação.

Conheça repórteres que vão investigar as relações entre a exploração de petróleo e as mudanças climáticas

No final de 2022, a Agência Pública se juntou ao WWF-Brasil para lançar a 16ª edição de nosso programa de microbolsas. Desafiamos repórteres de todo o Brasil a propor pautas para investigar a relação entre a exploração de petróleo e as mudanças climáticas. 

Nesta semana, as equipes da Pública e do WWF-Brasil se juntaram para analisar as propostas inscritas. Para selecionar as quatro pautas contempladas com a bolsa de R$ 8 mil e mentoria da Pública, levamos em conta a originalidade, viabilidade, segurança e a diversidade das propostas. 

Na maioria dos casos, foram contempladas propostas de repórteres que vão contar histórias de seus próprios estados, como Amapá e Maranhão.

Saiba quem são os repórteres selecionados:

Janaína Camelo – É formada em jornalismo desde 2010, nasceu e mora em Brasília. Concluiu recentemente um MBA em Jornalismo de Dados. Passou por redações locais, como Jornal de Brasília e Tribuna do Brasil. Também trabalhou na Agência Brasil (EBC), rádio CBN, Canal Rural e RedeTV! Em 2021, passou a trabalhar para o site The Brazilian Report, com a função de cobrir os três poderes, escrever notas diárias para o site e apurar para matérias especiais, com foco em investigação de dados. 

Luan Matheus dos Santos Santana –  Jornalista formado pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), especialista em comunicação digital (FAR), mestre (UFPI) e doutorando em comunicação (UFC). Já foi repórter de cidades do Jornal Diário do Povo (2014), onde ganhou o Concurso de Reportagem Dom Avelar Brandão Vilela 2014. Foi produtor e editor de texto da TV Clube – afiliada Globo no Piauí (2015-2021), onde venceu o prêmio de reportagem do Ministério Público do Piauí em 2018, com a Série Feminicídio. Desde 2018 atua como repórter e editor no Portal Ocorre Diário de jornalismo independente no Piauí, onde ganhou o Prêmio de Jornalismo Científico da Fundação de Amparo à Pesquisa no Piauí (FAPEPI), em 2021, com reportagem sobre as pandemias do século. Hoje é professor substituto de jornalismo na Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Coordenador Geral do Portal Ocorre Diário. 

Rayane Penha – É jornalista e cineasta. Roteirista do longa de ficção “Chamado da Floresta”, projeto vencedor do Lab Negras Narrativas. Roteirista integrante do projeto Segundo Ato da Netflix Brasil. Foi uma das coordenadoras e produtora executiva de um projeto de jornalismo investigativo para o Fundo Brasil de Direitos Humanos no Amapá. Jornalista colaborativa da Agência Amazônia Real, coordenou a comunicação do coletivo Utopia Negra Amapaense e é a atual coordenadora de comunicação da Associação Gira Mundo.

Rudja Santos – Nascida na Guiana Francesa, mora no Brasil desde 1997. Jornalista em final de graduação, atua como repórter fotográfica desde 2017 e como jornalista investigativa desde 2021. É colaboradora do portal Amazônia Real, atua no estado do Amapá com foco em pautas ambientais e sociais da região amazônica, principalmente em áreas de fronteira. Teve fotos publicadas em portais como BBC Brasil, Veja, UOL, O Globo, entre outros.

Fonte: Via apublica.org

fonte artigo

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp