Bócio endêmico: o que é, causas, sintomas e tratamento

O Bócio endêmico é um aumento da glândula tireoide causado pela deficiência de iodo na dieta. Os sintomas incluem inchaço no pescoço e dificuldade respiratória. Tratamento envolve suplementação de iodo.

Principais sintomas

O bócio endêmico é uma doença caracterizada pelo aumento anormal da glândula tireoide, localizada na parte anterior do pescoço. Esse aumento é geralmente perceptível ao toque e pode variar desde um pequeno inchaço até uma protuberância significativa. Além do inchaço, alguns sintomas comuns do bócio endêmico incluem dificuldades respiratórias, rouquidão, dor ou desconforto no pescoço, dificuldades para engolir e sensação de aperto na garganta.

O bócio endêmico pode ser classificado em dois tipos: difuso e nodular. O bócio difuso é caracterizado por um aumento uniforme da glândula tireoide, enquanto o bócio nodular é caracterizado por nódulos ou protuberâncias na glândula.

Causa do bócio endêmico

A principal causa do bócio endêmico é a deficiência de iodo na dieta. O iodo é um mineral essencial para a produção dos hormônios tireoidianos, que desempenham um papel vital no funcionamento adequado do organismo. Quando há uma carência de iodo, a glândula tireoide tenta compensar essa deficiência aumentando seu tamanho, resultando no bócio endêmico.

A deficiência de iodo pode ocorrer em regiões em que o solo é pobre nesse mineral, o que afeta a qualidade dos alimentos produzidos naquela área. Além disso, a falta de acesso a alimentos ricos em iodo e o consumo exagerado de alimentos que inibem a absorção do mineral, como repolho, brócolis e couve-flor, também podem contribuir para o desenvolvimento do bócio endêmico.

Como é feito o tratamento

O tratamento do bócio endêmico é geralmente baseado na correção da deficiência de iodo. A forma mais comum de tratamento é a administração de suplementos de iodo oral. Esses suplementos são prescritos pelo médico e devem ser tomados regularmente para garantir uma ingestão adequada de iodo.

Além dos suplementos de iodo, em casos mais graves de bócio endêmico, pode ser necessária a intervenção cirúrgica. A cirurgia é geralmente indicada quando o bócio comprime estruturas adjacentes, como a traqueia ou o esôfago, causando dificuldades respiratórias ou para engolir. Durante a cirurgia, parte ou toda a glândula tireoide pode ser removida, dependendo da gravidade da doença.

É importante ressaltar que o tratamento do bócio endêmico também envolve a prevenção da deficiência de iodo. Isso pode ser feito através do consumo de alimentos ricos em iodo, como peixes, frutos do mar, sal iodado e laticínios. Além disso, programas de fortificação do sal com iodo são amplamente utilizados em diversas regiões do mundo como uma estratégia de prevenção do bócio endêmico.

Em resumo, o bócio endêmico é uma doença causada pela deficiência de iodo na dieta que resulta no aumento da glândula tireoide. Seus sintomas principais incluem inchaço no pescoço, dificuldades respiratórias e deglutição. O tratamento envolve a administração de suplementos de iodo e, em casos mais graves, a realização de cirurgia para a remoção parcial ou total da glândula tireoide. A prevenção da deficiência de iodo é fundamental no combate ao bócio endêmico.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp