9 sintomas de rinite alérgica (e o que fazer)

Rinite alérgica causa espirros, coriza, coceira nasal, olhos lacrimejantes, congestão nasal, coceira nos olhos, dor de cabeça, fadiga e irritação na garganta. Para aliviar, evite alérgenos, use medicamentos antialérgicos e mantenha o ambiente limpo.

Rinite alérgica, uma condição que afeta uma parte substancial da população mundial, manifesta-se de diversas formas, influenciando significativamente a qualidade de vida dos afetados. Este artigo detalha nove sintomas típicos dessa condição e sugere ações práticas para aqueles em busca de alívio.

1. Congestionamento Nasal Persistente

Um dos sintomas mais comuns e incômodos da rinite alérgica é o congestionamento nasal persistente. Essa sensação de nariz entupido não só dificulta a respiração mas também pode impactar o sono e a capacidade de se concentrar. Quando enfrentado com esse sintoma, a primeira linha de ação é a identificação e o afastamento dos alérgenos responsáveis, que podem variar desde pólenes até ácaros da poeira doméstica. Umidificadores de ambiente podem ajudar a manter as vias nasais úmidas, enquanto lavagens nasais com soluções salinas são eficazes na limpeza das cavidades nasais.

2. Corrimento Nasal Aquoso

Um nariz permanentemente escorrendo com secreção clara pode ser extremamente incomodativo. Este sintoma de rinite alérgica pode ser gerenciado através do uso de antialérgicos, que ajudam a diminuir a reação do corpo aos alérgenos. Igualmente importante é manter um ambiente limpo em casa, reduzindo a quantidade de poeira, o que inclui o uso de aspiradores com filtros HEPA e a limpeza regular de superfícies.

3. Espirros Frequentes

Espirros frequentes e incontroláveis são um sinal clássico de rinite alérgica. Para controlar este sintoma, além da medicação antialérgica, é útil identificar e evitar o máximo possível os alérgenos específicos que desencadeiam os espirros. O uso de máscaras quando necessário, especialmente durante a época de maior concentração de pólen, pode ser uma medida prática eficaz.

4. Coceira no Nariz, Olhos, Ouvidos e Garganta

A coceira é um sintoma extremamente irritante da rinite alérgica, afetando não só o nariz mas também os olhos, ouvidos e garganta. Para alívio, colírios antialérgicos podem ser usados para os olhos, enquanto gargarejos com água salgada podem ajudar a garganta. A chave, no entanto, é evitar coçar, pois isso pode piorar a irritação.

5. Olhos Vermelhos e Lacrimejantes

Os olhos vermelhos e lacrimejantes são reações comuns às alergias. Proteger os olhos em dias de alto índice de alérgenos no ar, como o uso de óculos de sol, pode ajudar. Além disso, compressas frias aplicadas diretamente sobre os olhos podem oferecer alívio imediato para a vermelhidão e o inchaço.

6. Dor de Cabeça e Pressão Sinusal

A pressão e a dor nos seios da face são sintomas frequentemente associados à rinite alérgica, resultantes da inflamação e do congestionamento. Medidas para aliviar esses sintomas incluem a utilização de vaporizadores para ajudar a abrir as vias respiratórias e o uso de descongestionantes nasais, se recomendado por um profissional de saúde. A prática regular de exercícios físicos também pode contribuir para a redução da congestão.

7. Fadiga e Mal-estar

A constante luta do corpo contra alérgenos pode levar a uma sensação geral de fadiga e mal-estar, tornando as tarefas diárias mais desafiadoras. Manter uma rotina saudável de sono e uma alimentação equilibrada são fundamentais para o manejo desses sintomas. A hidratação adequada e o exercício físico regular também podem ajudar a combater a fadiga.

8. Diminuição do Olfato e do Paladar

A inflamação e o congestionamento nasais podem afetar negativamente o sentido do olfato e, por extensão, o do paladar. Para lidar com isso, recomenda-se a manutenção de uma boa higiene nasal, incluindo lavagens regulares com solução salina, que podem ajudar a revitalizar esses sentidos ao diminuir o congestionamento.

9. Ronco

O congestionamento nasal pode levar a problemas de respiração durante o sono, resultando em ronco. Para mitigar esse sintoma, dormir em uma posição elevada pode ajudar a reduzir o congestionamento. Além disso, o uso de tiras nasais antes de dormir pode melhorar a passagem do ar, diminuindo o ronco e melhorando a qualidade do sono.

A rinite alérgica, apesar de ser uma condição crônica para muitos, pode ser gerenciada com as estratégias corretas. Identificar e evitar alérgenos, manter uma higiene adequada, e buscar tratamento médico quando necessário, são passos cruciais para controlar os sintomas. Viver com rinite alérgica exige uma abordagem proativa à saúde, mas com as medidas certas, é possível minimizar seu impacto no dia a dia.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp