Óleo de cártamo: para que serve e como tomar

O óleo de cártamo é um suplemento natural rico em ácidos graxos ômega-6. Pode auxiliar na perda de peso, reduzir a inflamação e melhorar a saúde do coração. Recomenda-se tomar uma cápsula duas vezes ao dia.

Como tomar óleo de cártamo

O óleo de cártamo é um produto natural que tem se popularizado cada vez mais devido aos seus diversos benefícios para a saúde. Extraído das sementes da planta Carthamus tinctorius, esse óleo é rico em ácidos graxos essenciais, ômega 6 e vitamina E, tornando-se uma opção interessante para quem busca melhorar a qualidade de vida. Mas afinal, como tomar o óleo de cártamo de forma adequada?

A dosagem do óleo de cártamo pode variar de acordo com a finalidade do seu uso. Para aqueles que buscam emagrecer, é comum recomendar a ingestão de uma cápsula de 1.000 mg, duas vezes ao dia, cerca de 30 minutos antes das principais refeições. Isso ocorre porque o óleo de cártamo tem propriedades termogênicas, que estimulam o metabolismo e ajudam na queima de gordura. Além disso, ele também pode auxiliar na redução do apetite, contribuindo para a perda de peso.

Para quem deseja utilizar o óleo de cártamo para melhorar a saúde cardiovascular, a recomendação é de duas cápsulas de 1.000 mg por dia, preferencialmente consumidas durante as refeições. Os ácidos graxos presentes no óleo de cártamo são benéficos para o coração, pois auxiliam na redução dos níveis de colesterol ruim (LDL) e triglicerídeos, promovendo uma melhora na saúde vascular.

Além das cápsulas, também é possível utilizar o óleo de cártamo na forma líquida. Nesse caso, a quantidade recomendada é de 15 ml a 30 ml por dia, divididos em duas porções, preferencialmente no café da manhã e no almoço. Vale ressaltar que o óleo de cártamo não deve ser aquecido, pois altas temperaturas podem alterar suas propriedades benéficas.

Óleo de cártamo é bom para o cabelo

Além de seus benefícios para a saúde, o óleo de cártamo também pode ser um aliado para melhorar a saúde e a aparência dos cabelos. Isso ocorre devido às suas propriedades hidratantes e emolientes, que ajudam a nutrir os fios e a protegê-los contra danos.

O óleo de cártamo pode ser utilizado de diversas maneiras nos cabelos. Uma opção é utilizá-lo como um condicionador natural. Basta aplicar algumas gotas do óleo nas mãos e espalhar nos cabelos úmidos, do meio até as pontas. Deixe agir por alguns minutos e enxágue. Essa aplicação irá deixar os fios mais hidratados e com um aspecto saudável.

Outra forma de utilizar o óleo de cártamo nos cabelos é misturando-o com um pouco de óleo de coco ou azeite de oliva e aplicando a mistura no couro cabeludo. Massageie suavemente por alguns minutos e deixe agir por cerca de 30 minutos. Em seguida, lave normalmente. Essa máscara capilar irá estimular o crescimento dos fios e deixá-los mais fortes e brilhantes.

Vale ressaltar que o óleo de cártamo não deve ser aplicado em excesso nos cabelos, pois pode deixá-los oleosos. O ideal é utilizar pequenas quantidades e verificar a resposta do seu cabelo antes de aumentar a frequência de uso.

Contraindicações e efeitos colaterais

Apesar de todos os benefícios do óleo de cártamo, é importante ressaltar que seu consumo deve ser feito com cautela, respeitando as recomendações de dosagem diária. Além disso, algumas pessoas devem evitar o consumo desse óleo devido a contraindicações específicas.

Mulheres grávidas ou em período de amamentação devem evitar o uso do óleo de cártamo sem a orientação de um médico. Além disso, pessoas que possuem algum tipo de alergia às sementes de cártamo ou que tenham histórico de problemas de coagulação também devem evitar o consumo do óleo.

Em relação aos efeitos colaterais, o óleo de cártamo pode causar algumas reações adversas em excesso, como náuseas, diarreia, dores de cabeça e irritabilidade. É importante respeitar a dosagem recomendada e procurar orientação médica antes de iniciar o consumo, principalmente se você possui alguma condição de saúde pré-existente.

Portanto, o óleo de cártamo pode ser um aliado para a saúde e beleza, desde que utilizado de forma adequada e respeitando as contraindicações. Consulte sempre um profissional de saúde antes de iniciar o consumo de qualquer suplemento ou produto natural.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp