Artrose acromioclavicular: o que é, sintomas, causas e tratamento

Artrose acromioclavicular é a degeneração da articulação entre a clavícula e a escápula, causando dor, rigidez, e limitação de movimento. Origina-se por desgaste ou lesões, com tratamentos variando de medicamentos até cirurgia.

**Artrose acromioclavicular: o que é, sintomas, causas e tratamento**

A artrose acromioclavicular é uma condição degenerativa que afeta a articulação localizada entre o acrômio — a parte mais externa do ombro — e a clavícula. Esta articulação, conhecida por permitir uma ampla gama de movimentos, pode sofrer desgaste ao longo do tempo ou devido a fatores específicos, levando a dor, desconforto e limitação na mobilidade.

**

O que é Artrose Acromioclavicular

**

A artrose acromioclavicular se caracteriza pelo desgaste da cartilagem que reveste a articulação acromioclavicular, o que causa dor e inflamação nesta região. A cartilagem tem a função de permitir que as superfícies ósseas deslizem uma sobre a outra suavemente. Quando a cartilagem se desgasta, os ossos passam a friccionar diretamente, o que pode levar à dor intensa e à limitação do movimento.

**

Sintomas

**

Os sintomas da artrose acromioclavicular podem variar de leve a severo e geralmente se desenvolvem gradualmente. O sintoma mais comum é a dor, que pode ser aguda ou crônica, e frequentemente piora com movimentos que levantam o braço acima da cabeça ou atividades que colocam pressão na articulação, como levantar objetos pesados. Outros sintomas podem incluir rigidez na articulação, aumento da sensibilidade ao redor da clavícula, e um som de crepitação ou rangido ao mover o ombro.

**

Causas

**

A artrose acromioclavicular pode ser causada por uma série de fatores, entre os quais o envelhecimento é o mais comum. À medida que envelhecemos, o desgaste natural pode levar à degeneração da cartilagem. Outras causas incluem lesões, como fraturas ou luxações nessa área, prática de atividades físicas que sobrecarreguem as articulações do ombro, e condições genéticas que afetem a qualidade da cartilagem ou a estrutura da articulação.

**

Tratamento

**

O tratamento para a artrose acromioclavicular varia de acordo com a gravidade dos sintomas. Opções não cirúrgicas incluem o uso de medicamentos anti-inflamatórios, fisioterapia para fortalecer os músculos ao redor da articulação e aliviar a pressão sobre ela, e injeções de corticosteroides para reduzir a inflamação. Em casos mais severos, pode ser considerada a intervenção cirúrgica, como a artroplastia, para reparar ou substituir a articulação danificada.

**Conclusion**

Entender a artrose acromioclavicular é crucial para identificar os sintomas precocemente e buscar o tratamento adequado. Ainda que esta condição possa ser progressiva e desafiadora, as opções de tratamento disponíveis podem oferecer alívio significativo, melhorando a qualidade de vida dos indivíduos afetados. Se você suspeita que possa estar sofrendo desta condição, procure aconselhamento médico para uma avaliação adequada e orientação sobre as melhores estratégias de tratamento para o seu caso específico.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp