Grávida pode dormir de barriga para cima? (e melhor posição)

Grávidas devem evitar dormir de barriga para cima após o primeiro trimestre. A posição lateral esquerda é a mais segura, melhorando a circulação sanguínea.

Por que não se deve dormir de barriga para cima

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por uma série de transformações para acomodar o crescimento do feto. Uma dessas mudanças afeta diretamente a qualidade do sono da futura mãe, mais especificamente a posição em que ela dorme. Dormir de barriga para cima após o primeiro trimestre de gravidez é frequentemente desaconselhado por médicos e especialistas em saúde. As razões para isso são várias e significativas.

Quando uma mulher grávida dorme de costas, o peso do útero em crescimento pressiona a veia cava inferior, um grande vaso sanguíneo que corre ao longo do lado direito da coluna vertebral. A pressão sobre a veia cava inferior pode reduzir o fluxo de sangue ao coração e diminuir a circulação sanguínea para a mãe e o bebê. Isso não apenas reduz o oxigênio e os nutrientes disponíveis para o bebê mas também pode causar tonturas e um aumento da pressão arterial na mãe, condições potencialmente perigosas conhecidas como hipotensão supina.

Há também o risco de síndrome da apneia do sono, que é exacerbado pela gravidez devido ao aumento do volume de sangue e a mudanças hormonais que podem levar ao inchaço das vias aéreas. Dormir de costas pode piorar esses sintomas devido à pressão exercida sobre o diafragma pela expansão do útero.

Melhor posição para dormir

Considerando os riscos associados a dormir de barriga para cima, os especialistas recomendam que a melhor posição para uma grávida dormir é de lado. Mais especificamente, dormir sobre o lado esquerdo é muitas vezes citado como a opção ideal. Esta posição oferece diversos benefícios tanto para a mãe quanto para o bebê durante a gravidez.

Dormir sobre o lado esquerdo melhora a circulação do sangue, facilitando um trabalho mais eficiente do coração. Isso não só beneficia a mãe, aliviando a sensação de inchaço nas extremidades, mas também garante uma ótima nutrição e oxigenação para o feto. Além disso, essa posição evita colocar peso extra sobre o fígado, um órgão localizado no lado direito do corpo, contribuindo assim para um melhor funcionamento do sistema digestivo da gestante.

Muitas mulheres acham essa posição confortável durante os estágios iniciais da gravidez, mas à medida que o feto cresce, pode ser útil adicionar suporte para manter o conforto. Almofadas de gestação ou mesmo almofadas regulares podem ser usadas para sustentar a barriga e entre os joelhos para aliviar a pressão sobre os quadris e a coluna.

Como dormir mais confortável

Para maximizar o conforto durante a noite ao dormir de lado, especialmente sobre o lado esquerdo, há várias estratégias que as grávidas podem empregar. O uso de almofadas é uma das principais maneiras de aumentar o conforto. Uma almofada de maternidade projetada especificamente para se acomodar ao contorno do corpo pode fornecer um apoio excelente para a barriga, costas e joelhos. Se não possuir uma almofada de maternidade, pode-se improvisar com várias almofadas regulares, colocando uma sob a barriga, outra entre os joelhos e, se necessário, uma pequena nas costas para apoio adicional.

Outra dica importante é manter uma rotina confortável de sono, indo para a cama e acordando no mesmo horário todos os dias. Isso ajuda a estabilizar o ritmo circadiano, tornando mais fácil adormecer e permanecer dormindo. Garantir um ambiente de sono confortável também é crucial, com a temperatura do quarto sendo mantida fresca, o colchão de apoio, e mínima exposição à luz e ruído durante a noite.

Ajustar a dieta pode igualmente desempenhar um papelsignificativo no conforto do sono durante a gravidez. Consumir uma refeição leve antes de dormir pode evitar o refluxo e a indigestão, que são comuns na gravidez e podem ser exacerbados ao deitar. Além disso, manter uma hidratação adequada ao longo do dia, mas reduzindo a ingestão de líquidos algumas horas antes de dormir, pode diminuir a frequência de idas ao banheiro durante a noite, permitindo um sono mais ininterrupto.

Se, mesmo seguindo essas dicas, a gestante continuar a enfrentar dificuldades para dormir, é importante consultar um médico. Eles podem oferecer orientações adicionais ou investigar se há outras condições subjacentes afetando a qualidade do sono.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp