Boqueira (ferida no canto da boca): sintomas, causas e tratamento

Boqueira é uma inflamação dolorosa nos cantos da boca, geralmente ligada a fungos ou bactérias. Pode causar rachaduras, vermelhidão e desconforto. O tratamento envolve higiene local e uso de antifúngicos ou antibióticos.

Sintomas da Boqueira

Boqueira, também conhecida pelo termo médico queilite angular, é uma condição que afeta os cantos da boca, levando ao aparecimento de fissuras, vermelhidão, dor e por vezes sangramento. Os sintomas podem variar em intensidade, desde uma leve irritação até casos mais graves onde há formação de crostas e ulcerações. Frequentemente, as fissuras parecem piorar ao realizar movimentos com a boca, como ao sorrir ou comer, e podem dar uma sensação de ardor ou queimação. Em certos casos, pode-se notar a presença de uma camada branca ou amarela nas fissuras, indicativo de infecção fúngica secundária. É importante salientar que a boqueira pode ocorrer em um ou ambos os lados da boca e, dependendo da causa subjacente, outros sintomas podem se manifestar, como secura na região dos lábios, inflamação e dor ao redor da boca.

Principais causas

A boqueira pode ser desencadeada por uma série de fatores, sendo alguns dos mais comuns a deficiência de vitaminas e minerais como ferro, zinco e especialmente as do complexo B. Alterações imunológicas, sejam elas temporárias, como resfriados, ou mais persistentes, a exemplo das imunodeficiências, são também reconhecidas como causas importantes. A boqueira frequentemente está associada a maus hábitos, como lamber os lábios, contribuindo para a manutenção de um ambiente úmido propício ao desenvolvimento de fungos e bactérias. Má oclusão dental ou uso de próteses mal ajustadas podem favorecer o acúmulo de saliva nos cantos da boca, exacerbando ou mesmo precipitando a condição. Outro fator que merece destaque é a diabetes mellitus, devido ao maior risco de infecções fúngicas nos pacientes acometidos. Estresse e alterações hormonais são igualmente potenciais desencadeadores, apontando para a multifatorialidade da boqueira.

Como é feito o tratamento

O tratamento da boqueira visa ao alívio dos sintomas, cicatrização das fissuras e, quando aplicável, à correção da causa subjacente. Inicialmente, recomenda-se a aplicação de pomadas antifúngicas ou antibióticas, dependendo do agente etiológico suspeitado. Estes medicamentos ajudam a combater a infecção e promover a cicatrização. A suplementação de vitaminas e minerais pode ser indicada após avaliação médica, visando corrigir possíveis deficiências nutritivas. Pacientes que apresentam problemas dentários, como a má oclusão, podem necessitar de ajustes feitos por um dentista. Além disso, boas práticas de higiene são fundamentais, incluindo uma limpeza cuidadosa e regular da região bucal, bem como evitar o hábito de lamber os lábios. Em casos onde a boqueira se apresenta de forma recorrente ou persistente, pode ser recomendável a consulta com um dermatologista ou médico especialista, para uma avaliação mais detalhada e possivelmente uma abordagem terapêutica mais ampla, incluindo análises para doenças autoimunes ou diabetes, se houver suspeita. A adesão ao tratamento e as consultas de acompanhamento são essenciais para a resolução efetiva do quadro.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp