Alimentos ricos em oxalatos

Descubra alimentos ricos em oxalatos, substâncias naturais encontradas em vegetais, frutas e nozes que podem afetar a saúde renal e a absorção de cálcio.

### Lista de alimentos ricos em oxalatos

Oxalatos e a Alimentação

Os oxalatos são compostos orgânicos encontrados em muitos alimentos. Eles podem ligar-se a minerais para formar oxalatos solúveis, que são absorvidos pelo organismo, ou oxalatos insolúveis, que o corpo não consegue absorver. Embora em quantidades adequadas não representem problema para a maioria das pessoas, em excesso, podem contribuir para o desenvolvimento de cálculos renais. Vamos detalhar alguns alimentos ricos em oxalatos, lembrando que o equilíbrio na dieta é fundamental.

Verduras

Verduras de folhas verde-escuras, como o espinafre e a acelga, estão entre os alimentos mais ricos em oxalatos. Um consumo moderado é chave para quem precisa controlar a ingestão desses compostos sem renunciar aos benefícios nutricionais dessas hortaliças.

Frutos secos e Cereais

Frutos secos, especialmente amendoim, avelãs e as amêndoas, junto com cereais integrais, são fontes significativas de oxalatos. Embora sejam alimentos com alto teor nutritivo, moderar é essencial para limitar o consumo de oxalatos.

Frutas

Algumas frutas também figuram na lista, incluindo variedades como morangos, framboesas e kiwi, que contêm níveis consideráveis de oxalatos. A moderação é a palavra-chave ao consumir essas delícias naturais.

Leguminosas

Feijões, principalmente a soja em suas diferentes apresentações (tofu, leite de soja, etc.), são identificáveis por seus altos níveis de oxalatos. Incluir esses alimentos na dieta requer um controle cuidadoso da quantidade ingerida.

Tubérculos

Batatas, especialmente as variedades mais escuras, possuem uma quantidade notável de oxalatos. A boa notícia é que tratamentos culinários podem ajudar a reduzir essa concentração, tornando-os mais seguros para o consumo.

Como diminuir o oxalato dos alimentos

Reduzir oxalatos na dieta não significa eliminá-los completamente, mas sim gerenciar sua ingestão. Além dos cuidados na escolha dos alimentos, existem métodos de preparo e técnicas culinárias que podem ajudar a diminuir a quantidade de oxalatos nos alimentos. Vejamos algumas dessas técnicas.

Fervura

A fervura é uma maneira eficaz de reduzir os oxalatos presentes em muitos vegetais. Durante o processo de cozimento, parte dos oxalatos é liberada na água. Por isso, recomenda-se descartar essa água após a fervura para assegurar que os oxalatos não sejam reabsorvidos pelo alimento.

Escolha das partes

Em alguns vegetais, diferentes partes contêm quantidades variadas de oxalatos. Por exemplo, nas folhas de beterraba, os oxalatos são mais concentrados do que na raiz. Portanto, priorizar o consumo da raiz pode ser uma estratégia para reduzir a ingestão desses compostos.

Equilíbrio entre cálcio e oxalatos na dieta

Consumir alimentos ricos em cálcio junto com alimentos ricos em oxalatos pode ajudar, já que o cálcio pode ligar-se aos oxalatos no intestino, reduzindo sua absorção. Leite e derivados são boas escolhas para implementar esta prática.

Hidratação

Manter-se bem hidratado é crucial para quem precisa controlar a ingestão de oxalatos, pois a água pode ajudar a diluir a concentração desses compostos no organismo e facilitar a sua eliminação através da urina.

Diversificação Alimentar

Variar os alimentos consumidos pode ajudar a não sobrecarregar a dieta com uma fonte rica em oxalatos. Isso não só contribuirá para uma menor ingestão desses compostos como também garantirá uma dieta mais equilibrada.

Eliminar completamente os oxalatos da dieta não é necessário para a maioria das pessoas, mas para aquelas com predisposição a formar cálculos renais de oxalato de cálcio ou outras condições específicas de saúde, gerenciar a ingestão desses compostos pode ser muito benéfico. Adaptar métodos de preparo dos alimentos e prestar atenção na combinação de alimentos consumidos são passos práticos e efetivos neste sentido.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp