Doença da arranhadura do gato: o que é, sintomas, causa e tratamento

A Doença da Arranhadura do Gato é uma infecção bacteriana causada pelo contato com garras de felinos. Seus sintomas incluem febre, inchaço dos gânglios linfáticos, fadiga e erupção cutânea. O tratamento envolve o uso de antibióticos prescritos por um médico.

Doença da arranhadura do gato: o que é, sintomas, causa e tratamento

A doença da arranhadura do gato, também conhecida como febre das arranhaduras de gato ou linforreticulose benigna de inoculação, é uma infecção causada por uma bactéria chamada Bartonella henselae, que pode ser transmitida aos seres humanos através do arranhão ou da mordida de um gato. Neste artigo, exploraremos os principais sintomas dessa doença, como é feito o diagnóstico, a causa por trás dela e o tratamento disponível.

Principais sintomas

Os sintomas da doença da arranhadura do gato podem variar de pessoa para pessoa, mas os mais comuns incluem:

1. Lesão no local da arranhadura ou mordida: Após o arranhão ou a mordida de um gato infectado, pode ocorrer vermelhidão, inchaço e dor no local, semelhante a uma reação alérgica. É importante ter atenção a qualquer sinal de infecção, como pus ou crostas.

2. Linfonodos aumentados: Um dos sinais característicos dessa doença são os linfonodos inchados. Geralmente, os linfonodos próximos à área afetada ficam doloridos e podem ser sentidos ao toque. Eles podem ser confundidos com uma infecção das vias respiratórias superiores, como uma amidalite.

3. Febre: A doença da arranhadura do gato pode causar febre, que geralmente é baixa a moderada. A temperatura corporal pode oscilar entre 37,5 °C e 38,5 °C.

4. Mal-estar geral: Além dos sintomas mencionados acima, algumas pessoas podem apresentar sintomas semelhantes aos de uma gripe, como fadiga, dor de cabeça, perda de apetite e dores musculares.

Como é feito o diagnóstico

Para diagnosticar a doença da arranhadura do gato, é importante consultar um médico, especialmente se houver uma história recente de arranhões ou mordidas de gato. O médico realizará uma avaliação clínica e pode solicitar exames complementares, como:

1. Exame físico: O médico verificará os linfonodos aumentados e examinará a lesão no local da arranhadura ou mordida. Esses sinais podem ser fortes indícios da doença.

2. Exames de sangue: Um exame de sangue pode ser solicitado para verificar a presença de anticorpos contra a bactéria Bartonella henselae. Vale ressaltar que nem todos os pacientes desenvolvem anticorpos detectáveis.

3. Testes de PCR: A reação em cadeia da polimerase (PCR) pode ser realizada para detectar o DNA da bactéria nas amostras de sangue.

É importante ressaltar que o diagnóstico precoce é essencial para um tratamento eficaz. Portanto, sempre que houver suspeita de doença da arranhadura do gato, um médico deve ser consultado.

Causa da doença da arranhadura do gato

A causa da doença da arranhadura do gato é a bactéria Bartonella henselae. Essa bactéria pode ser encontrada principalmente nas fezes do pulga presente no gato, assim como na saliva. A transmissão ocorre quando esses resíduos contaminados entram em contato com a pele humana através de um arranhão ou mordida.

É importante ressaltar que nem todos os gatos estão infectados com essa bactéria e nem todos os arranhões ou mordidas de gato resultarão em doença da arranhadura do gato. Gatos jovens são mais propensos a carregar a bactéria, assim como gatos de rua ou com acesso à rua.

Como é o tratamento

O tratamento da doença da arranhadura do gato geralmente envolve a administração de antibióticos. Os medicamentos mais comumente prescritos são a azitromicina e a doxiciclina. A duração do tratamento varia de acordo com a gravidade dos sintomas e pode durar de duas a três semanas.

Além do tratamento medicamentoso, é importante cuidar da lesão no local da arranhadura ou mordida. Lavar a ferida com água e sabão pode ajudar a reduzir o risco de infecção secundária. Também é recomendado evitar arranhões ou mordidas de gato durante o tratamento para evitar a disseminação da bactéria.

Em casos mais graves, com complicações como infecções oculares ou envolvimento do sistema nervoso central, intervenções especializadas podem ser necessárias.

Em suma, a doença da arranhadura do gato é uma infecção causada pela bactéria Bartonella henselae, que pode ser transmitida aos seres humanos através de arranhões ou mordidas de gato. Os principais sintomas incluem lesão no local da arranhadura, linfonodos aumentados, febre e mal-estar geral. O diagnóstico é realizado por meio de exames físicos e exames laboratoriais. O tratamento envolve o uso de antibióticos e cuidados com a lesão. Consultar um médico é fundamental para obter um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento adequado.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp