Bisoltussin (dextrometorfano): para que serve e como tomar

Bisoltussin é um medicamento que contém dextrometorfano, indicado para aliviar sintomas de tosse seca. Deve ser tomado conforme orientação médica, sem exceder a dose recomendada.

Bisoltussin (dextrometorfano): para que serve e como tomar

Como tomar

O Bisoltussin é um medicamento que contém dextrometorfano como princípio ativo e é bastante utilizado como antitussígeno, ou seja, para aliviar a tosse. Normalmente, é vendido em forma de xarope e a sua posologia varia de acordo com a idade e gravidade dos sintomas.

Para adultos e crianças acima de 12 anos, a dose recomendada é de 10 a 20 mg, a cada 4 a 8 horas, dependendo da intensidade da tosse. Já para crianças entre 6 e 12 anos, a dose sugerida é de 5 a 10 mg, também a cada 4 a 8 horas. É importante respeitar a dosagem indicada pelo médico ou o folheto informativo do medicamento, evitando exceder o limite máximo diário.

É aconselhável ingerir o Bisoltussin com um copo de água, para ajudar na absorção do medicamento. Vale ressaltar que é imprescindível seguir as instruções de dosagem e horários estabelecidos pelo profissional de saúde, evitando a automedicação ou a administração de doses diferentes das recomendadas.

Efeitos colaterais

Como qualquer medicamento, o Bisoltussin pode apresentar alguns efeitos colaterais, embora nem todas as pessoas que o utilizem os experimentem. Os efeitos colaterais mais comuns incluem sonolência, tontura, náuseas, vômitos, diarreia e dor de estômago.

No entanto, é importante ressaltar que nem todos os efeitos colaterais podem ser considerados normais e alguns necessitam de atenção médica imediata. Se ocorrerem sintomas como dificuldade para respirar, urticária, inchaço no rosto, lábios, língua ou garganta, é necessário procurar ajuda médica imediatamente, pois podem ser sinais de uma reação alérgica grave, que requer tratamento adequado.

Se durante o uso do Bisoltussin outros efeitos colaterais não mencionados surgirem e persistirem, é fundamental entrar em contato com um médico para avaliar a situação e garantir a segurança do paciente.

Contraindicações

Apesar de ser um medicamento relativamente seguro e amplamente utilizado, o Bisoltussin apresenta algumas contraindicações. Ele não deve ser utilizado em casos de alergia ao dextrometorfano ou a qualquer outro componente da fórmula. Além disso, pacientes que apresentam asma, bronquite crônica, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou qualquer outra condição pulmonar grave devem evitar o uso do medicamento.

É importante consultar um médico antes de iniciar o uso do Bisoltussin em caso de gravidez, lactação, epilepsia, problemas hepáticos, renais ou cardíacos, bem como durante o uso de outros medicamentos, para evitar potenciais interações medicamentosas prejudiciais.

Em suma, o Bisoltussin (dextrometorfano) é um medicamento eficaz para o alívio da tosse, mas é preciso sempre seguir as orientações médicas para uma utilização correta e segura. Caso ocorram efeitos colaterais graves ou qualquer dúvida sobre o medicamento, é fundamental procurar a orientação de um profissional de saúde competente.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp