Bevacizumabe (Avastin)

Bevacizumabe (Avastin) é um medicamento utilizado no tratamento de câncer, pois inibe o crescimento de novos vasos sanguíneos, inibindo assim a progressão do tumor.

Preço do Avastin

O Avastin, também conhecido como Bevacizumabe, é um medicamento utilizado no tratamento de várias doenças, como câncer colorretal, câncer de pulmão e câncer de mama avançado, além de ser indicado para o tratamento de degeneração macular relacionada à idade. É importante salientar que o preço do Avastin pode variar dependendo de diversos fatores, como a região em que é adquirido e a finalidade para a qual será utilizado.

O valor médio de uma ampola de Avastin de 400mg pode custar em torno de R$ 2.000 a R$ 3.000, sendo que um paciente pode necessitar de múltiplas doses ao longo do tratamento. Vale ressaltar que o Avastin é um medicamento de uso hospitalar e sua administração deve ser feita por um profissional de saúde especializado.

Indicações do Avastin

O Avastin é indicado para o tratamento de diversas condições clínicas. Uma das principais indicações desse medicamento é o câncer colorretal metastático, tanto em combinação com quimioterapia quanto como terapia de manutenção. Além disso, o Avastin também é utilizado no tratamento de câncer de pulmão metastático, câncer de mama avançado e também na degeneração macular relacionada à idade.

É importante ressaltar que o Avastin deve ser prescrito por um médico especialista, que irá avaliar a necessidade e a viabilidade do uso desse medicamento para cada paciente especificamente, considerando aspectos como o estágio da doença, o tipo de câncer e as condições clínicas do indivíduo.

Modo de uso do Avastin

O modo de uso do Avastin varia de acordo com a indicação terapêutica e a orientação médica. Geralmente, o medicamento é administrado por via intravenosa, ou seja, diretamente na corrente sanguínea do paciente, em ambiente hospitalar. A dose e a frequência das aplicações podem variar conforme a doença a ser tratada.

No caso do tratamento de câncer colorretal metastático, por exemplo, o Avastin pode ser utilizado em combinação com quimioterapia e a frequência das doses pode ser determinada pelo médico responsável pelo tratamento. É importante que o procedimento de administração seja feito por um profissional de saúde qualificado, que tenha conhecimento sobre a manipulação e diluição corretas do Avastin.

Efeitos colaterais do Avastin

Assim como qualquer medicamento, o Avastin pode apresentar efeitos colaterais, que podem variar de acordo com a dose utilizada e a resposta do organismo de cada paciente. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns do Avastin incluem fadiga, perda de apetite, náuseas, vômitos, diarreia, constipação, hipertensão arterial, sangramentos, problemas renais, problemas na cicatrização de feridas e alterações na visão.

É importante ressaltar que o aparecimento de efeitos colaterais deve ser comunicado ao médico responsável pelo tratamento, pois medidas podem ser tomadas para minimizar o desconforto ou, se necessário, ajustar a dosagem ou interromper o uso do medicamento. É fundamental que o paciente esteja ciente dos possíveis efeitos colaterais do Avastin e mantenha um diálogo aberto com a equipe médica.

Contraindicações do Avastin

O Avastin apresenta algumas contraindicações importantes que devem ser consideradas antes do seu uso. O medicamento não deve ser utilizado em pacientes com histórico de hipersensibilidade ao princípio ativo Bevacizumabe, a qualquer outro componente da fórmula ou a produtos derivados de células de ovário de hamster chinês.

Além disso, o Avastin não é recomendado para uso durante a gravidez, pois pode causar danos ao feto em desenvolvimento. Mulheres em idade fértil devem utilizar métodos contraceptivos confiáveis durante o tratamento com Avastin e por pelo menos 6 meses após a última dose do medicamento.

Ainda, o Avastin deve ser utilizado com cautela em pacientes com histórico de hipertensão arterial, sangramentos graves, problemas renais ou problemas na cicatrização de feridas. Em caso de dúvidas sobre a utilização do Avastin ou possíveis contraindicações, o médico responsável pelo tratamento deve ser consultado para esclarecimentos adicionais.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp