Stelara (ustequinumabe): para que serve e como tomar

Stelara (ustequinumabe) é um medicamento indicado para o tratamento de doenças inflamatórias da pele, como psoríase e dermatite atópica. Deve ser administrado por via injetável sob supervisão médica.

Stelara (ustequinumabe): para que serve

Stelara, cujo princípio ativo é o ustequinumabe, é um medicamento biológico amplamente utilizado no tratamento de doenças inflamatórias crônicas, como a psoríase em placas, a artrite psoriásica e a doença de Crohn. Ele age bloqueando a ação de uma proteína chamada interleucina-12 (IL-12) e da interleucina-23 (IL-23), substâncias responsáveis por desencadear e manter o processo inflamatório no organismo.

A psoríase em placas é uma doença autoimune que afeta principalmente a pele, causando lesões avermelhadas, descamativas e mal definidas. Já a artrite psoriásica é uma forma de artrite que se manifesta em pessoas com psoríase, afetando principalmente as articulações e podendo causar dor, inchaço e rigidez. Por fim, a doença de Crohn é uma doença inflamatória do intestino que provoca dor abdominal, diarreia, perda de peso e úlceras intestinais.

Como usar o Stelara (ustequinumabe)

O Stelara é administrado apenas por via subcutânea, ou seja, é aplicado diretamente sob a pele. Antes de iniciar o uso do medicamento, é importante ler atentamente a bula e seguir as instruções fornecidas pelo médico ou profissional de saúde responsável pelo tratamento.

A dosagem e frequência de uso do Stelara variam de acordo com a doença a ser tratada. Geralmente, na psoríase em placas, a primeira dose é de 45 mg, seguida de uma segunda dose quatro semanas depois. A partir daí, a dose de manutenção é de 45 mg a cada 12 semanas. Na artrite psoriásica e na doença de Crohn, a dosagem e intervalo entre as doses podem ser diferentes, de acordo com a avaliação médica.

É importante ressaltar que a aplicação do Stelara deve ser feita por um profissional de saúde qualificado, uma vez que é necessário manusear agulhas e seringas. O medicamento é aplicado em diferentes regiões do corpo, como abdômen, coxa ou braço, sendo recomendado alternar essas áreas para evitar irritação local.

Possíveis efeitos colaterais do Stelara (ustequinumabe)

Assim como qualquer medicamento, o Stelara pode causar efeitos colaterais em algumas pessoas. No entanto, é importante lembrar que nem todos os pacientes apresentarão esses efeitos e que muitos deles desaparecerão ao longo do tratamento. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns incluem:

– Infecções do trato respiratório superior, como resfriados e sinusites;
– Dores de garganta e nas vias respiratórias;
– Coceira, vermelhidão, inchaço e dor no local da aplicação;
– Diarreia, dor abdominal e náuseas;
– Reações no local da injeção, como inflamação e coloração roxa na pele.

É importante informar ao médico qualquer efeito colateral que surja durante o tratamento com Stelara. Além disso, é necessário seguir as orientações médicas para reduzir o risco de complicações.

Quem não deve usar o Stelara (ustequinumabe)

O Stelara não é indicado para todos os pacientes, e algumas precauções devem ser consideradas antes de iniciar o uso do medicamento. Ele não deve ser utilizado por pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula ou a qualquer outro medicamento biológico similar.

Além disso, é importante informar ao médico sobre qualquer condição pré-existente, como tuberculose ativa ou histórico de infecções como hepatite B. O médico também deve ser informado sobre o uso de outros medicamentos, principalmente imunossupressores, para evitar interações medicamentosas prejudiciais.

Mulheres grávidas ou que pretendem engravidar devem informar ao médico antes de iniciar o tratamento com Stelara, uma vez que a segurança do medicamento durante a gestação ainda não é totalmente conhecida.

Em suma, o Stelara (ustequinumabe) é um medicamento com ação anti-inflamatória utilizado para tratar doenças inflamatórias crônicas, como a psoríase em placas, a artrite psoriásica e a doença de Crohn. Seu uso deve ser feito apenas sob prescrição médica, seguindo as dosagens corretas e as orientações profissionais. É importante estar atento aos possíveis efeitos colaterais e informar ao médico qualquer reação adversa durante o tratamento. Pessoas com condições específicas ou tomando determinados medicamentos devem ter precauções especiais ao utilizar o Stelara.

Este conteúdo não deve ser usado como consulta médica. Para melhor tratamento, sempre consulte um médico.

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp