Capim-dos-pampas – Cortaderia selloana: Curiosidade sobre a Planta

O encanto do Capim-dos-pampas – Cortaderia selloana

O Capim-dos-pampas, cientificamente conhecido como Cortaderia selloana, é uma planta que encanta pela sua beleza e imponência. Originária das regiões dos Pampas, na América do Sul, essa espécie exótica conquista admiradores em todo o mundo devido ao seu aspecto exuberante e elegante. Com suas espigas plumosas e suas folhas longas e verde-prateadas, o Capim-dos-pampas traz um toque de sofisticação a qualquer ambiente. Neste artigo, vamos explorar mais sobre essa planta fascinante, desde suas características até seu cultivo adequado.

Características do Capim-dos-pampas

O Capim-dos-pampas é uma planta perene que pode chegar a atingir até 3 metros de altura. Suas folhas têm consistência rígida e são longas, chegando a medir mais de um metro de comprimento. Sua coloração verde-prateada proporciona um contraste único em relação a outras plantas do jardim. No entanto, é na época de florescimento que o Capim-dos-pampas se destaca verdadeiramente.

Com o início da primavera, a planta desenvolve suas espigas plumosas, que são suas inflorescências. Elas podem chegar a medir até 70 centímetros de comprimento e são compostas por inúmeras plumas esbranquiçadas, que conferem um toque de leveza ao conjunto. É nesse período que o Capim-dos-pampas revela toda a sua majestade, atraindo olhares e admiradores.

Cultivo do Capim-dos-pampas

O cultivo do Capim-dos-pampas exige alguns cuidados para garantir seu desenvolvimento saudável. Essa planta prefere solos ricos em matéria orgânica, bem drenados e com pH neutro. Além disso, ela é resistente ao frio e pode ser cultivada em regiões de clima temperado.

É importante destacar que o Capim-dos-pampas é uma planta que necessita de espaço para se desenvolver, já que pode atingir grandes proporções. Portanto, ao escolher o local para plantá-la, certifique-se de que haja espaço suficiente para as suas dimensões. Além disso, o solo deve estar bem preparado, livre de ervas daninhas e com uma boa adubação prévia.

A rega do Capim-dos-pampas deve ser moderada, evitando o encharcamento do solo. A planta possui uma boa resistência à seca, mas é essencial garantir uma umidade adequada para seu florescimento. Durante a época de crescimento e florescimento, é recomendado fornecer uma adubação líquida rica em nutrientes, a fim de promover um crescimento vigoroso e uma floração exuberante.

Uso paisagístico do Capim-dos-pampas

O Capim-dos-pampas tem um grande potencial ornamental e é muito utilizado na jardinagem e paisagismo. Sua presença em jardins e áreas externas confere um toque de elegância e movimento, graças às plumas que balançam suavemente com o vento. Além disso, o contraste entre as folhas verde-prateadas e as espigas brancas cria uma composição visualmente atrativa.

Essa planta pode ser utilizada de diversas maneiras na composição paisagística. Ela pode ser cultivada isoladamente, formando belos arranjos, ou em grupos, para criar um efeito mais impactante. O Capim-dos-pampas também pode ser utilizado como cerca-viva, delimitando espaços e trazendo sofisticação aos jardins.

Além de seu uso estético, o Capim-dos-pampas também pode ser utilizado como barreira natural contra ventos fortes, ajudando a proteger outras plantas de possíveis danos. Suas folhas rígidas e espigas densas proporcionam uma proteção eficaz em regiões sujeitas a ventos intensos.

Cuidados e poda do Capim-dos-pampas

Para manter o Capim-dos-pampas sempre saudável e com sua beleza preservada, são necessários alguns cuidados básicos. É importante remover as espigas secas após a floração, para evitar que se acumulem resíduos e prejudiquem o desenvolvimento futuro da planta. Além disso, é recomendado realizar uma poda anual no final do inverno, cortando as folhas secas e danificadas junto à base da planta.

Ao realizar a poda, é necessário utilizar luvas de proteção, pois as folhas possuem ocorrência de pequenas fibras que podem causar irritações na pele. Dessa forma, a segurança é garantida durante a manutenção do Capim-dos-pampas.

Conclusão

O Capim-dos-pampas, com suas espigas plumosas e folhas verde-prateadas, se destaca como uma planta exótica e elegante. Sua beleza singular conquista admiradores ao redor do mundo, tornando-a uma opção popular para o paisagismo e jardinagem. Com os cuidados adequados e a poda correta, é possível manter o Capim-dos-pampas sempre saudável e encantador. Se você deseja trazer um toque de sofisticação e movimento ao seu jardim, não deixe de considerar essa planta fascinante.


Ficha Técnica

Nome científico: Cortaderia selloana
Common names: Cana-dos-pampas, Cortadeira, Penacho-branco, Pluma
Família: Poaceae
Categoria: Arbustos, Flores Perenes, Folhagens
Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Argentina, Brasil
Altura: 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Capim dos pampas – Cortaderia selloana Curiosidade sobre a Planta
Foto: Raquel Patro

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp