PDT reafirma pedido de condenação de Bolsonaro por ataque a urna

Manifestação de ex-presidente foi em 2022 em reunião com embaixadores

O PDT reafirmou hoje (22) pedido de condenação do ex-presidente Jair Bolsonaro no processo que trata da divulgação de ataques ao sistema eletrônico de votação durante reunião realizada em julho do ano passado, no Palácio da Alvorada, com embaixadores.ebcebc

Na manhã desta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou o julgamento da ação na qual o partido questiona a legalidade da reunião e acusa Bolsonaro de abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação.

Durante sustentação na tribuna, o advogado Walber de Moura Agra defendeu a condenação do ex-presidente e afirmou que foram divulgados ataques inverídicos ao sistema eleitoral, como insinuações de possibilidade de fraude e de falta de auditoria das urnas.

“Houve reunião com claro desvio de finalidade para desmoralizar as instituições e de forma internacional. Utilizou-se de bens públicos para finalidades eleitorais”, afirmou.

O julgamento prossegue para que a defesa de Bolsonaro possa se manifestar sobre as acusações.

A expectativa é de que o julgamento não termine hoje. Além da sessão desta quinta-feira, o TSE reservou mais duas para julgar a causa. As sessões estão previstas para os dias 27 e 29 deste mês.

PDT reafirma pedido de condenação de Bolsonaro por ataque a urna
© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fonte: Agência Brasil

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp