Educação e conscientização ambiental são prioridades no Plano Estadual de Meio Ambiente

Imersão de estudantes nos parques estaduais, ações educativas em rodovias e capacitação de municípios são alguns destaques

Educação e conscientização ambiental são prioridades no Plano Estadual de Meio Ambiente

1686528524 396 Educacao e conscientizacao ambiental sao prioridades no Plano Estadual de
Estudantes de escola estadual em visita ao Parque Ecológico do Tietê

Com o objetivo de incentivar a visitação de escolas estaduais nos parques urbanos e nas áreas de conservação ambiental, o programa Escola-Parque, do Governo de São Paulo, será ampliado. A ação faz parte das iniciativas do eixo de Educação e Conscientização Ambiental, do Plano Estadual do Meio Ambiente, lançado no último dia 05, pela Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil).

O Escola-Parque conta com 138 roteiros criados especialmente por monitores ambientais da Fundação Florestal, além de passeios de um dia inteiro ou com a possibilidade gratuita nas hospedarias. A iniciativa tem capacidade para atender anualmente 357 mil alunos da rede pública estadual por meio de imersões para aulas e estudos dentro dos parques.

O programa tem por finalidade não apenas promover o desenvolvimento de temas socioambientais nos processos de ensino e aprendizagem, mas também valorizar as áreas protegidas e as em processo de restauração ecológica como espaços que abrigam exemplares e fragmentos de vegetação representativos da biodiversidade paulista.

“A participação desses alunos ajuda a formar uma consciência coletiva sobre a importância da preservação do meio ambiente”, afirma a secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil), Natália Resende. “É fundamental que façam como os alunos da escola Vila da Flor, de Carapicuíba, que me escreveram contando que construíram uma minifloresta em sala de aula para poderem entender como os processos todos estão interligados”, acrescenta a secretária.

Educação Ambiental nas Rodovias

Responsável por uma malha com 13 mil quilômetros de rodovias no Estado, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) tem, igualmente neste eixo, a aplicação de programas de educação ambiental nas vias sob sua jurisdição. É o caso de atividades interativas como o Escape Room, ação lúdica usada para compartilhar informações e conhecimento por meio de uma experiência imersiva e divertida.

O caminhão visitará cidades do Estado, mostrando, por exemplo, o perigo representado por bitucas de cigarro jogadas na via tanto para os usuários quanto para a vegetação. Nesta ação, também será utilizado um totem com vídeo de educação ambiental para conscientizar os motoristas sobre os animais nas pistas e como o DER atua nas questões da fauna em sua jurisdição. O Departamento também visa promover o trabalho de educação ambiental nas Unidades de Conservação afetadas diretamente por rodovias do DER.

Zoneamento Ecológico-Econômico

Em outra das ações previstas neste eixo, encontra-se o Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado de São Paulo (ZEE-SP), que é o instrumento de planejamento e gestão para o desenvolvimento sustentável do território paulista. O ZEE tem como objetivo viabilizar o desenvolvimento sustentável, promovendo a compatibilização do desenvolvimento socioeconômico com a proteção ambiental.

Usando diagnósticos e prognósticos de dados socioeconômicos e ambientais oferecidos em 32 oficinas, o ZEE-SP subsidiará a elaboração e a implementação de políticas públicas, o licenciamento ambiental e a tomada de decisão por entes públicos ou privados, junto com os municípios.

Cada oficina terá dez municípios participantes. O Programa de Capacitação de Municípios objetiva disseminar o que é o ZEE-SP, os produtos que fazem parte dele, suas finalidades, aplicações e ferramentas, bem como facilitar a apropriação do instrumento. Até 2026 serão capacitados 240 municípios.

Contratações Sustentáveis

Ainda no eixo da Educação Ambiental, faz parte das ações a reorganização do Programa Estadual de Contratações Públicas Sustentáveis. A ideia é melhorar a governança, com o objetivo de aprimorar as diretrizes e critérios de sustentabilidade, bem como abordar aspectos relacionados à economia circular, ao uso de mecanismos de rotulagem ambiental e a questões de caráter social, como equidade e direitos humanos. Essas diretrizes e critérios orientam o trabalho da Semil em relação ao Selo Socioambiental, que é a principal ferramenta do Programa.

Plano Estadual do Meio Ambiente

A iniciativa prevê 21 ações em seis eixos: Biodiversidade; Bioeconomia e Finanças Verdes; Parques Estaduais; Educação e Conscientização Ambiental; Fortalecimento Institucional; e Resiliência e Adaptação Climática. Serão investidos R$ 2,13 bilhões, entre recursos públicos e privados. Saiba mais: https://tinyurl.com/planomeioambiente.

Fonte: Governo do Estado SP

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Comentários

Mais recentes!

Mais clicados!