Emicida fecha Virada Cultural na Brasilândia com atraso causado pela chuva

A chuva atrasou o show do rapper Emicida na Brasilândia em mais de 50 minutos. O palco tinha um vazamento que inundou a estrutura. A produção improvisou com baldes e rodos.

“Obrigado por ter me esperando, firmeza?”, disse o cantor ao abrir o show com “A ordem natural das coisas”.

Emicida, Rashid e Drik Barbosa encontraram um público ansioso e animado. O palco previa público de 15 mil pessoas.

O rapper paulistano Emicida levou à região norte de São Paulo a turnê “AmarElo”, na qual interpreta as canções do álbum homônimo lançado em 2019. Entre as canções, estavam “Ismália”, “Principia”, “Pequenas Alegrias da Vida Adulta” e a “Quem Tem um Amigo”.

Minutos antes do show, a equipe da TV Globo entrou na frente do palco com guarda chuvas e foi hostilizada pelo público: “Ei, Globo, vai tomar no cu!”, gritavam.

Autor(es): NADINE NASCIMENTO / FOLHAPRESS

Sobre o autor da postagem:

Picture of Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp