Polícias Civil e Militar mantêm reforço no policiamento no Litoral Norte após tragédia

Mais de 300 policiais militares são designados diariamente para atuar no socorro às vítimas

Polícias Civil e Militar mantêm reforço no policiamento no Litoral Norte após tragédia

Policias Civil e Militar mantem reforco no policiamento no Litoral
Para o resgate de pessoas ilhadas e na distribuição de doações foram utilizadas duas aeronaves, 140 viaturas policiais, uma embarcação e cinco cães

A Secretaria da Segurança Pública mantém as equipes policiais reforçadas na missão humanitária enviada para as cidades atingidas pelas fortes chuvas que causaram deslizamentos no litoral norte de São Paulo no dia 19 de fevereiro.

Após dois meses da tragédia, a Polícia Militar continua levando para as praias de São Sebastião uma média diária de 308 agentes, entre oficiais e soldados.

Desde o dia do temporal, foram destacados para a região policiais de diversos departamentos, como Corpo de Bombeiros, Comando de Policiamento de Choque, Comando de Policiamento Rodoviário, Comando de Policiamento Ambiental, Comando de Aviação, além dos policiais dos comandos locais, da Capital e da Grande São Paulo.

Os profissionais atuaram ativamente no socorro e retirada das vítimas dos escombros causados pelos deslizamentos. Também auxiliaram no resgate de pessoas ilhadas e na distribuição de doações para aqueles que perderam suas casas. Para isso, foram utilizadas duas aeronaves, 140 viaturas policiais, uma embarcação e cinco cães.

Além disso, a Polícia Civil identificou, por meio da equipe do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), as 65 vítimas da tragédia, um trabalho realizado em conjunto com peritos do IML, que rapidamente liberaram os corpos para os familiares.

O Instituto também expediu, em 10 dias, cerca de 1.200 RGs para as pessoas que perderam seus documentos.

Após as denúncias de aumento nos preços de produtos básicos, policiais civis vistoriaram 59 estabelecimentos comerciais em São Sebastião, nos bairros Barra do Sahy, Barequeçaba, Topolândia, Toque Toque pequeno, Centro, Maresias, Boiçucanga, Canto do Mar, Portal da Olaria e Porto Grande.

Nenhuma autuação foi registrada, mas foram exigidas documentações de compra e venda nos últimos quinze dias para verificação mais detalhada. Equipes de todas as Delegacias Seccionais e do DEIC seguem reforçando os trabalhos, especialmente em Boiçucanga e Barra do Sahy.

Fonte: Governo do Estado SP

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp