Governo investe R$ 2,8 milhões, entrega 26 casas e beneficia idosos em Rio Pardo

Ação faz parte do Programa Vida Longa que atende a população de baixa renda, quem vive sozinho ou em situação de vulnerabilidade

Governo investe R$ 2,8 milhões, entrega 26 casas e beneficia idosos em Rio Pardo

Entrega de 28 Moradias do Programa Vida Longa

Vinte e seis idosos receberam das mãos do governador em exercício Felicio Ramuth as chaves da casa própria em São José do Rio Pardo nesta quinta-feira (30). As casas foram construídas em um conjunto habitacional do Programa Vida Longa, destinado a idosos de baixa renda  que vivem preferencialmente sozinhos ou em situação de vulnerabilidade.

O condomínio foi construído pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), no bairro Jardim dos Ipês. As obras custaram R$ 2,8 milhões e as casas são totalmente adaptadas para esse perfil de público idoso.

“Esse é um projeto que vamos fazer que seja ampliado para outras regiões do Estado.  São imóveis que dão dignidade para as pessoas. E hoje viraram realidade em uma parceria entre o  Estado e  o município. Um conjunto habitacional  voltado para a terceira idade e que também vai oferecer outros serviços. É assim que se transforma a vida das pessoas para melhor. Quem foi beneficiado vai poder entrar e morar”, destacou o governador em exercício Felicio Ramuth.

As moradias são equipadas com cozinha, sala de estar e dormitório conjugados, banheiro, lavanderia e área útil de 33 m2. Os imóveis foram projetados segundo parâmetros de acessibilidade do Desenho Universal, que estabelecem um conceito arquitetônico adaptável para permitir facilidade no uso da moradia por qualquer indivíduo com dificuldade de locomoção, seja temporária ou permanente.

Itens de segurança e acessibilidade constam no projeto, como barras de apoio, pias e louças sanitárias em altura adequada, portas e corredores mais largos, interruptores em quantidade e altura ideais, alarmes de emergência sonoros e luminosos, piso antiderrapante, entre outros. Recursos de acessibilidade também serão instalados nas áreas comuns do residencial para facilitar a locomoção e dar segurança e conforto ao idoso.

Para incentivar o processo de socialização dos moradores, o conjunto habitacional conta com espaços comuns de convivência e lazer, salão com refeitório e área para assistir televisão, área externa com churrasqueira e forno a lenha, aparelhos para atividade física, bancos de jardim, horta elevada e paisagismo.

Programa Vida Longa

O Programa Vida Longa integra a política habitacional do Estado de São Paulo e tem caráter protetivo. É uma ação conjunta entre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH), a CDHU e a Secretaria de Desenvolvimento Social, articulada com os municípios paulistas interessados.

As cidades participantes são responsáveis pela indicação dos beneficiários potenciais, pela doação de terrenos para a construção dos imóveis e pela gestão e manutenção do empreendimento após a conclusão das obras. O investimento é a fundo perdido e o morador não paga taxa de ocupação, nem contas de água e luz.

Fonte: Governo do Estado SP

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp