Governo de SP anuncia construção de mais de 500 moradias para famílias do Litoral

Previsão é que apartamentos em São Sebastião fiquem prontos em até 150 dias após início das obras

Governo de SP anuncia construção de mais de 500 moradias para famílias do Litoral

O governador Tarcísio de Freitas anunciou nesta segunda-feira (13), na Capital, a assinatura de contrato para início imediato da construção de mais de 500 apartamentos no bairro da Baleia Verde, em São Sebastião. As unidades habitacionais vão atender famílias que perderam suas casas com as fortes chuvas e consequentes deslizamentos que atingiram o Litoral Paulista durante o Carnaval.

“Assinamos contratos de construção desses primeiros apartamentos. A ideia é que eles sejam construídos com tecnologia modular para comprimir o tempo de construção”, afirmou Tarcísio de Freitas.

A previsão é que as moradias possam ser entregues em até 150 dias após o início das obras, que envolvem implantação de infraestrutura, estabelecimento das fundações das edificações e construção das lajes.

“Iniciada essa fase de investimento em infraestrutura, a ideia é que em 60 dias estejamos com isso pronto e comecemos a erguer os edifícios. E, em mais 90 dias, estaremos com os edifícios prontos, com chave na porta. Queremos entregar esses apartamentos com os eletrodomésticos doados pela iniciativa privada, micro-ondas, geladeira e fogão. Isso vai dar esperança para aquelas pessoas que perderam tudo”, destacou o governador.

Primeiras transferências

Também nesta segunda-feira, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SDUH) deu início à operação de transferência de famílias vítimas dos deslizamentos da Vila do Sahy para 300 apartamentos do Conjunto Habitacional Caminho das Flores, em Bertioga. O primeiro grupo de dez famílias já está mobilizado para o deslocamento de 46 quilômetros à cidade vizinha, onde irá permanecer nos próximos oito meses, enquanto a SDUH viabiliza a construção de unidades permanentes em São Sebastião, conforme o planejamento do Governo de São Paulo.

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) providenciou caminhões para a retirada dos pertences das moradias atingidas ou condenadas pela Defesa Civil por conta dos deslizamentos. Todo o material que possa ser recuperado, juntamente com roupas e utensílios pessoais e doações que já se encontram no Ginásio do Instituto Verdescola, será carregado nos caminhões que farão o transporte. As famílias seguirão em ônibus fretados para as moradias provisórias.

As 300 unidades em Bertioga foram cedidas em convênio firmado pela CDHU junto à entidade Frente Paulista de Habitação Popular do Estado de São Paulo. O acordo prevê a cessão pelo período de oito meses às vítimas das chuvas que atingiram o Litoral Norte, principalmente São Sebastião, durante o Carnaval.

Cada unidade tem área útil de 43,23 m², com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Melhorias: piso cerâmico em toda edificação, azulejo no banheiro e na cozinha, sistema individualizado de consumo de água, gás e eletricidade.

A medida foi tomada em caráter emergencial e deve beneficiar cerca de 1.200 pessoas. Após o período de oito meses, a CDHU entregará as moradias à entidade nas mesmas condições em que foram recebidas.

Fonte: Governo do Estado SP

Sobre o autor da postagem:

Conexão Jornalismo

Conexão Jornalismo

Com a Missão de levar notícia e informação para os leitores, a Conexão Jornalismo trabalha com as melhores fontes de notícias e os melhores redatores.

Fique por dentro:

nos siga no google news

Compartilhe:

Facebook
Pinterest
Twitter
LinkedIn
WhatsApp